Lula deve se reunir com cúpula militar até sexta, diz Rui Costa após almoço

Ministro da Casa Civil, Rui Costa

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve se reunir com o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, e os comandantes das Forças Armadas até a sexta-feira, disse o ministro da Casa Civil, Rui Costa, a jornalistas após participar de um almoço com essas autoridades nesta terça.

Segundo Costa, desde a transição Lula havia dito para conversar com as Forças Armadas sobre os projetos de modernização do Exército, da Marinha e da Aeronáutica ao destacar que é preciso que as instituições atuem como órgãos de Estado e não de governo.

O ministro afirmou ainda que o encontro não tem ligação com uma desconfiança do petista sobre a atuação dos militares em impedir a invasão e depredação das sedes dos Três Poderes no último dia 8 e a desmontagem do chamado QG do Exército, de onde partiram bolsonaristas envolvidos nos atos de vandalismo.

Segundo Costa, também não tratou desses assuntos no almoço de terça.

"Agora vou tentar (uma) agenda livre do presidente, tentar até sexta-feira para assistir a apresentação deles disso que eu acabei de falar", disse.

"Não tratamos disso aqui, diria que não podemos de forma nenhuma permanecer com nossas instituições contaminadas com esse conceito de governo que se encerrou no dia 31", comentou ele, em outro momento, minimizando esses fatos.

Rui Costa preferiu não polemizar ao ser questionado sobre a suposta atuação do comandante do Exército, general Júlio Cesar de Arruda, que --segundo reportagens-- teria impedido, antes da manhã do dia 9 de janeiro, a atuação da PM do DF no acompanhamento bolsonarista nas imediações do QG do Exército em Brasília.

"Temos que governar, tocar esse país para frente, as apurações das irregularidades não paralisaram e não vão paralisar o governo, governo vai ter seu curso normal, presidente quer entregas", desconversou Costa.