Lula diz que Alckmin 'não disputa a vaga de ministro' em seu governo

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta quinta-feira que o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) não concorre a um cargo de ministro na nova gestão. Alckmin ocupa, atualmente, o cargo de coordenador-geral da transição. A declaração foi dada durante a primeira visita ao gabinete de transição, localizado no CCBB, em Brasília.

— Fiz questão de colocar Alckmin como coordenador pra que ninguém pensasse que o coordenador vai ser ministro. Ele não disputa vaga de ministro porque ser vice-presidente da República — afirmou.

A transição será apoiada em três coordenações principais: Administrativa e Jurídica, sob comando do ex-deputado Floriano Pesaro (PSB), homem de confiança do vice-presidente eleito Geraldo Alckmin; Relações Institucionais, comandada pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann; e Programa de Governo e Núcleos Temáticos, que ficará com Aloizio Mercadante. Alckmin, por sua vez, é responsável pela coordenação geral da transição.

Para auxiliar Alckmin, atuarão o ex-governador de São Paulo Márcio França e o prefeito de Recife, João Campos, ambos do PSB. A futura primeira-dama, Rosângela da Silva, a Janja, coordena a organização de posse de Lula, enquanto a senadora Simone Tebet (MDB), estará à frente da Assistência Social.

No início da semana, Alckmin também anunciou nomes na área da economia: André Lara Resende, Pérsio Arida, Nelson Barbosa e Guilherme Mello. Guilherme Boulos (PSOL) foi alocado na área de Cidades e José Henrique Paim, na educação.

Ontem, o senador Humberto Costa (PT-PE) anunciou pelas redes sociais que integraria a equipe responsável pela área da Saúde junto com o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), e os ex-ministros José Gomes Temporão e Arthur Chioro. O médio David Uip também foi anunciado como integrante do time, mas recusou o convite.

Nesta quarta-feira, o ex-ministro Aloizio Mercadante (PT), que coordenou o programa de governo de Lula e ficará responsável pelos grupos técnicos, afirmou que espera que nos próximos dois dias os integrantes de todos os grupos sejam anunciados.

No início da manhã o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) confirmou que foi convidado para fazer parte da coordenação temática da equipe de transição do governo eleito que ficará responsável pela área do Desenvolvimento Regional. Camilo Santana e Hélder Barbalho também farão parte da coordenação.