Lula diz que centrão vai pular 'do barco de Bolsonaro' para se salvar nas eleições de 2022

·1 minuto de leitura

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou na noite desta sexta-feira que pretende conversar com todos os partidos para as eleições presidenciais do ano que vem. O petista diz que quando chegar em julho de 2022, integrantes do centrão "pularão" do barco de bolsonaro "pra tentar se salvar " em seus redutos eleitorais.

"Quando chegar em julho de 2022 vocês vão ver quantos do centrão vão continuar com o Bolsonaro e quantos vão pular do barco pra tentar se salvar. Como você não tem muitos partidos ideológicos no Brasil, muitos pensam eleitoralmente na cidade deles", escreveu Lula.

Lula diz que não vai perguntar se o político é de esquerda ou de direita e que a polarização no próximo pleito será entre "fascismo e democracia".

"Nao vou perguntar se a pessoa é de direita ou de esquerda, vou perguntar se é humano. Se é civilizado. Meu lema é o diálogo. É urgente cuidar do Brasil. Por isso em cada estado que eu chego peço pra Gleisi reunir os partidos pra gente conversar. E daí polarização é entre o fascismo e a democracia. E acho que a gente tem que polarizar mesmo. Quem quiser escolher o fascismo vai escolher", diz.

E acrescenta:

"E vamos conversar com todo mundo. Não pergunto pra pessoa se ela tá no centrão ou não, quero ouvir de cada um qual é o compromisso que a pessoa tem com o Brasil. Eu quero saber se eles estão conformados com esse tanto de gente na rua, com esse tanto de gente passando fome".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos