Lula diz que Ciro Gomes 'precisa de um calmante'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ciro Gomes (Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
Ciro Gomes (Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comentou nesta quarta-feira (8) a declaração do pré-candidato à Presidência da República do PDT, Ciro Gomes, de que o Brasil amanhecerá em guerra se o petista for eleito.

Em entrevista à rádio Itatiaia, de Minas Gerais, Lula rebateu a fala do pedetista e afirmou que, se sair vitorioso da eleição deste ano, o país “vai acordar sorrindo”.

“Não sabia que ele tinha exército. Acho que se a gente ganhar as eleições, este país vai acordar sorrindo, porque o que ganha eleições é a esperança e o presidente que mais fez políticas de inclusão social nesse país”, avaliou Lula.

O pré-candidato ao Planalto, que está em primeiro lugar nas pesquisas de intenções de voto, também ironizou, afirmando que “a turma” do presidente Jair Bolsonaro (PL) que “estará chorando”.

No final da entrevista, o petista participou de um “pingue-pongue” e, em poucas palavras, respondeu o que pensa sobre algumas pessoas. Sobre Ciro, Lula afirmou que o pedetista “está precisando de um calmante”.

Questionado sobre o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil), o ex-presidente preferiu não comentar. Para finalizar, Lula classificou Bolsonaro como “negação da política”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos