Lula diz que decisão do PT de não apoiar Boulos em SP foi 'exclusivamente' de Tatto

Suzana Correa
·1 minuto de leitura

O ex-presidente Lula votou na manhã deste domingo em São Bernardo do Campo e comentou a decisão de Jilmar Tatto (PT), candidato em São Paulo, de não declarar apoio a Guilherme Boulos (PSOL). Segundo Lula, a decisão foi “única e exclusivamente” de Tatto.

Gleisi Hoffmann, presidente do PT, reuniu-se com Tatto na noite da última terça-feira para discutir o apoio do petista a Boulos, que não saiu do papel.

— Ela fez o que deveria fazer como presidente do partido e, segundo as informações, disse para o candidato que dependia única e exclusivamente dele. Ninguém poderia dizer o que ele deveria fazer. O candidato disse: eu vou continuar. Acho que foi atitude dele soberana de dizer que não ia retirar a candidatura — disse Lula.

A candidatura de Tatto na capital paulista não decolou, atingindo cerca de 6% das intenções de voto nas últimas pesquisas. Boulos, por sua vez, aparece em segundo lugar nas últimas pesquisas, com cerca de 16% das menções.

Em São Bernardo, onde Lula vive e começou sua trajetória política, o ex-presidente apoia a eleição de Luiz Marinho (PT), prefeito entre 2009 e 2016. Na pesquisa IBOPE divulgada na última quarta-feira, 11, o candidato apareceu em segundo lugar, com 26% das intenções de voto. O atual prefeito Orlando Morando (PSDB) liderava com 65% das menções.