Lula diz que dificuldade de Moro para se candidatar é “vingança dos deuses”

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ex-presidente Lula fez críticas a Sergio Moro (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
Ex-presidente Lula fez críticas a Sergio Moro (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Resumo da notícia

  • Lula afirmou que dificuldade de Moro em disputar cargos na eleição de 2022 é "vingança dos deuses"

  • Plano inicial do ex-juiz era concorrer à presidência, mas foi vetado pelo União Brasil

  • Moro ainda vai confirmar qual cargo deve disputar no pleito de outubro

O ex-presidente Lula (PT) classificou como “vingança dos deuses” a dificuldade do ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) de se candidatar à presidência da República em 2022 e para outros cargos públicos. A fala aconteceu nesta terça-feira (26), durante evento com blogueiros de esquerda.

“Enquanto Moro está de mau humor por aí, ninguém quer ele para deputado, ninguém quer ele para governador, sabe? É a vingança dos deuses”, afirmou. “Quem faz aqui na terra, paga aqui na terra. E quem tem crença e fé como eu sempre vai vencer.”

Moro foi o juiz responsável por condenar e mandar prender o ex-presidente Lula. Em 2019, foi empossado por Bolsonaro como Ministro da Justiça e Segurança Pública. Mais tarde, as sentenças dadas a Lula foram anuladas, por Moro ser considerado suspeito pelo Supremo Tribunal Federal. Além disso, a Corte chegou à conclusão de que a vara de Curitiba, onde estava o ex-juiz, não seria o local adequado para julgar os crimes pelos quais o petista era investigado.

Dificuldade para disputar cargo

Inicialmente, Sergio Moro se filiou ao Podemos, com a expectativa de disputar a presidência contra Lula e Jair Bolsonaro (PL), colocando-se como candidato da terceira via. No entanto, às vésperas do fechamento da janela partidária, o ex-juiz migrou para o União Brasil.

Ao ir para o partido, uma fusão do DEM e do PSL, caciques que pertenciam ao DEM, como ACM Neto, sinalizaram que Moro não poderia disputar o cargo de presidente pela legenda. Após mudar de domicílio eleitoral do Paraná para São Paulo, as possibilidades que restaram ao ex-juiz seriam as de concorrer a deputado estadual, deputado federal ou senador.

O pré-candidato à presidência escolhido pelo União Brasil é Luciano Bivar, presidente da legenda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos