Lula diz que Estado precisa investir para diversificar a economia

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

Segundo Lula, é preciso apoiar atividades e formas de organização que sejam capazes de oferecer oportunidades de trabalho para a população. “Nós temos que acreditar em outras formas de organização. E o Estado tem que estar pronto para criar as condições para que essas coisas deem certo, se não, a gente não vai gerar emprego para ocupar essa imensa maioria de jovens que se forma, que estudam e querem entrar no mercado de trabalho e não têm oportunidade”.

Essa nova posição do Estado é necessária, na visão do candidato, em um cenário em que as rápidas mudanças tecnológicas estão acabando com várias postos de trabalho em atividades econômicas tradicionais. “Os avanços tecnológicos não criam mais empregos para a gente. Eles geram mais produtividade, mais riqueza, capacidade produtiva, mais condições de ganhar dinheiro e acumular na mão de uma pessoa só, diminuindo o número de pessoas que faziam os trabalhos manuais”, disse.

Notícias relacionadas:

Trabalho que, de acordo com Lula, deve permitir que as famílias tenham qualidade de vida. “Nós precisamos discutir como é que nós vamos criar trabalho para o povo brasileiro. Como nós vamos criar trabalho para as mulheres e para os homens que querem estudar, trabalhar e ter certeza que vão construir famílias, vão ter casa para morar e viver uma vida digna”.

Lula ressaltou que o papel do Estado é de dar condições para o sucesso das empreitadas feitas a partir da criatividade e organização da sociedade. “Uma cooperativa só pode dar certo se for resultado da consciência das pessoas que querem criar a cooperativa”, exemplificou. Em seguida, ressaltou como o governo, na sua opinião, deve atuar: “O papel do Estado é de, no início, alavancar, com recursos financeiros, o primeiro dia a dia dessa gente, para que eles comecem a produzir de verdade, comecem a vender e comecem a fazer a economia da cooperativa crescer”.

Lula também disse que pretende recriar o Ministério do Desenvolvimento Agrário, assim como as pastas da Cultura, Micro Pequena Empresa e Segurança Pública.