Lula diz que 'quem fizer errado será convidado a deixar o governo'

BRASÍLIA, DF, 06.01.2023 - LULA-MINISTROS: O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) faz primeira reunião ministerial de seu terceiro mandato, no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta sexta-feira. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 06.01.2023 - LULA-MINISTROS: O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) faz primeira reunião ministerial de seu terceiro mandato, no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta sexta-feira. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta sexta-feira (6) que ministros que tiverem alguma ação ilícita serão demitidos do governo.

"Quem fizer errado sabe que tem só um jeito: a pessoa será simplesmente, da forma mais educada possível, convidada a deixar o governo. E se cometer algo grave a pessoa terá que se colocar diante das investigações e da própria Justiça", afirmou.

De acordo com integrantes do primeiro escalão, o objetivo do encontro é alinhar as ações do governo e deixar claro que anúncios devem ter aval do Planalto.

A ideia é que o presidente faça um alinhamento da gestão e comunicação, além de discutir as primeiras medidas a serem encampadas no início do governo.

O convite foi enviado para os 37 titulares das pastas. Também deverão participar os líderes do governo na Câmara, José Guimarães (PT), no Senado, Jacques Wagner (PT), e no Congresso, Randolfe Rodrigues (Rede).