Lula diz que só começará a definir nomes para ministério quando voltar da COP27

Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva após reunião no TSE, em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira que só começará a decidir os nomes que irão compor seu ministério quando retornar da cúpula do clima COP27, no Egito, para onde viajará na próxima semana.

Lula irá à conferência a convite do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal e também do presidente do Egito, Abdul Fatah Khalil Al-Sisi, que telefonou para cumprimentá-lo no dia seguinte à eleição. O presidente eleito deve chegar ao balneário de Sharm El-Sheik, onde acontece a conferência, no dia 15 de novembro e viaja de volta no dia 18. No retorno ao Brasil está sendo prevista uma visita de um dia, ainda não confirmada, a Portugal.

"Estou mais preocupado do que vocês sobre a formação do ministério", respondeu Lula em entrevista coletiva em Brasília ao ser questionado sobre os futuros ministros.

Perguntado especificamente se estava cogitando convidar o ex-ministro Henrique Meirelles para ser ministro da Fazenda, o presidente eleito disse não estar "pensando em ninguém".

"Me desculpem, quando eu voltar do Egito vou começar a pensar na montagem do ministério", afirmou.

O vice-presidente eleito e coordenador da transição, Geraldo Alckmin, iniciou formalmente na terça-feira a formação da equipe de transição ao anunciar os primeiros integrantes do grupo.

A equipe será formada por 31 grupos técnicos de áreas específicas, que podem ser um indicativo de um possível desenho do ministério da futura administração federal.

(Por Maria Carolina Marcello)