Lula diz que, se eleito, Conab vai atuar como estoque regulador de alimentos

Espigas de milho

BRASÍLIA (Reuters) - O candidato do PT à Presidência, ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que, se for eleito, vai trabalhar para que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) atue como um estoque regulador de alimentos em situações de alta dos preços dos insumos.

"É preciso que a gente recupere a Conab e seja feito com a Conab como era feito no nosso governo, como se fosse estoque regulador de determinado tipo de alimentos não perecíveis para que, quando tivesse quebra no mercado, o governo entrasse e colocasse os produtos no mercado", disse Lula em entrevista coletiva em Porto Alegre.

O ex-presidente destacou que não tem preconceito com o agronegócio, e disse que as grandes empresas do setor podem muito bem conviver com uma "agricultura familiar forte" no país.

Lula afirmou ainda que não vai permitir desmatamento na Amazônia sob o pretexto de aumentar a área para agricultura no Brasil.

Na entrevista, o petista afirmou ainda que vai provar que é possível garantir o piso salarial nacional dos professores e também da enfermagem. Esse último está suspenso por decisão liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

(Reportagem de Ricardo Brito)