Lula diz que 'torceu' para Argentina ser campeã do mundo em 2022

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva surpreendeu nesta segunda-feira (23) ao confessar que torceu para a Argentina ser campeã da Copa do Mundo 2022.

"Pela primeira vez 'torci' para a Argentina ser campeã do mundo porque acreditava que (Lionel) Messi não poderia encerrar sua carreira sem ser campeão do mundo", disse Lula, sorridente, em Buenos Aires durante uma coletiva de imprensa após a assinatura de acordos bilaterais com o presidente argentino Alberto Fernández.

"A Argentina terminou o ano de 2022 em situação privilegiada, não só na economia e na política, mas também no futebol", afirmou o líder brasileiro, antes de sinalizar entre risadas que "acabou, terminou. Agora é a vez do Brasil" na próxima Copa do Mundo, que será disputada em Estados Unidos, México e Canadá em 2026.

Às vésperas do maior torneio de futebol do planeta, vários jogadores brasileiros expressaram o seu apoio ao ex-presidente Jari Bolsonaro, derrotado por Lula nas eleições de 2022, e a quem Neymar Jr. anunciou que dedicaria o seu primeiro gol na competição.

O chefe do Executivo pediu "desculpas ao povo argentino por todas as grosserias" proferidas à Argentina pelo "último presidente do Brasil", sem chegar a nomear Bolsonaro.

Lula é torcedor fanático do Corinthians, e durante uma visita à Argentina no governo de Néstor Kirchner (2003-2007), recebeu uma camisa do Racing Club, time do então presidente, falecido em 2010.

edm/mr/dga/yr/mvv