Lula e Bolsonaro polarizaram embates no Whatsapp; presidente teve menções negativas

Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL) foram os mais citados em 14 mil grupos de WhatsApp monitorados pela empresa de análise de dados Palver. Foto: Reprodução / TV Band
Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL) foram os mais citados em 14 mil grupos de WhatsApp monitorados pela empresa de análise de dados Palver. Foto: Reprodução / TV Band
  • Lula foi mencionado em mais de 5 mil mensagens enquanto Bolsonaro aparece em 4,4 mil;

  • Foram coletadas 163 mil mensagens de 14 mil grupo de Whatsapp;

  • A análise ocorreu durante o debate presidencial na Band.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) foram os mais citados em 14 mil grupos de WhatsApp monitorados pela empresa de análise de dados Palver, neste domingo (28). O petista foi o líder em citações, com mais de 5 mil mensagens. O atual governante quase acompanhou o adversário, com 4,4 mil publicações.

A análise ocorreu durante o debate presidencial realizado em pool pelas TVs Band e Cultura, o jornal Folha de S. Paulo e o portal UOL. Foram coletadas mais de 163 mil mensagens sobre temas variados. Os dados da Palver são utilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no monitoramento das eleições.

De acordo com a empresa, tanto Lula quanto Bolsonaro atingiram picos de citações desde o fim de julho. A maior parte das mensagens que mencionam os dois principais concorrentes ao Palácio do Planalto foram consideradas neutras pela Palver. Contudo, no debate, no caso de Lula, a curva de alta nas menções foi mais acentuada entre aquelas de sentimento neutro, enquanto Bolsonaro registra crescimento maior de citações negativas e queda nas positivas.

Os destaques para o atual mandatário ocorrem na Bahia, Pernambuco e no Rio de Janeiro e houve ausência de mensagens sobre ele em Mato Grosso, Roraima e Amapá.

Lula foi mencionado nos grupos em todos os estados, com destaque para Pernambuco e Rio de Janeiro.

Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, aparece em quase mil mensagens. Já Simone Tebet (MDB), apesar de ter se destacado no programa, foi citada em 276 mensagens. Soraya Thronicke (União Brasil) apareceu em 189 e Felipe D’Ávila (Novo), em 87.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)