Lula e Bolsonaro têm confronto sobre auxílio e se acusam de mentir

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em pergunta sobre como manter o auxílio emergencial a R$ 600, Lula e Bolsonaro acusaram um ao outro de mentir. Os dois se comprometeram a manter o valor no ano que vem e afirmaram ser possível arcar com esse custo.

"A manutenção dos R$ 600 não está na LDO [lei de diretrizes orçamentárias]. Existe uma mentira no ar. A bancada do PT votou favorável", disse Lula.

"O candidato adora citar números absurdos que nem ele acredita."

Bolsonaro, então, afirmou que a bancada petista votou contra. "Está no teu DNA, mentir e inventar números. [...] "Por que o PT não aumentou o Bolsa Família? Pagava uma miséria, porque só queria votos".