Lula e Bolsonaro: veja os termos mais pesquisados sobre os presidenciáveis no último debate

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) se enfrentam pela última vez em um debate presidencial nesta sexta-feira, na TV Globo, a dois dias da eleição. O primeiro e único confronto entre os candidatos na corrida pelo segundo turno ocorreu no dia 16, na Band, organizado por um pool de veículos de imprensa.

Acompanhe ao vivo: Lula e Bolsonaro participam do debate da Globo

Durante o debate, buscas referentes a Lula e Bolsonaro no Google foram alavancadas, de acordo com os temas trazidos pelos presidenciáveis.

Veja os termos mais procurados durante o debate:

Luiz Inácio Lula da Silva

Sobre o ex-presidente, os internautas procuraram mais no Google quem está mais à frente nas pesquisas eleitorais; durante qual das duas gestões, se de Lula ou Bolsonaro, tiveram os maiores índices de desmatamento; quantos anos tem o ex-presidente; como foi o debate entre os presidenciáveis; e como foi o governo do petista, que ocupou o Palácio do Planalto entre 2003 e 2010.

Jair Bolsonaro

Já sobre o atual presidente, os internautas fizeram mais buscas no Google sobre o que teria sido feito de bom por Bolsonaro enquanto presidente da República e o que teria feito de bom para o Brasil; também foram registradas buscas sobre qual dos dois presidenciáveis estaria à frente nas pesquisas eleitorais; também questionaram sob qual dos dois governos, se de Lula ou de Bolsonaro, foi registrado o maior percentual de desmatamento; e qual a idade do atual presidente.

Veja algumas respostas

O ex-presidente Lula, que completa 77 anos nesta quinta-feira, lidera a corrida no segundo turno segundo as principais pesquisas eleitorais. Números do Ipec divulgados nesta segunda-feira mostram que o petista tem 50% das intenções de voto, contra 43% de Bolsonaro. Já o atual presidente tem 66 anos, completados em 21 de março deste ano.

Sobre o desmatamento, o governo Lula registrou uma média anual de 15,7 km², contra 11,3 km² por ano durante o governo Bolsonaro. Porém, o petista foi responsável pela redução em 61% do desmatamento durante a sua gestão, enquanto durante a gestão do atual presidente, houve aumento de 73%.