Lula eleito: as reações no mundo político após vitória do petista contra Bolsonaro

Lula ao lado da senadora Simone Tebet e das deputadas federais Marina Silva, Dandara Tonantzin e Celia Xakriaba
Lula ao lado da senadora Simone Tebet e das deputadas federais Marina Silva, Dandara Tonantzin e Celia Xakriaba durante sua campanha

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi eleito presidente do Brasil neste domingo (30/10), com 50,9% dos votos. Jair Bolsonaro (PL), seu opositor que buscava a reeleição, terminou a disputa do segundo turno com 49,1% dos votos.

Nas redes sociais, políticos de diferentes espectos políticos repercutiram a vitória do petista. Veja abaixo.

Mapa de votos para Lula e Bolsonaro por Estado no Brasil
Mapa de votos para Lula e Bolsonaro por Estado no Brasil

Simone Tebet (MDB)

A senadora Simone Tebet (MDB), que ficou em terceiro lugar na disputa presidencial no primeiro turno e foi uma figura importante na campanha de Lula, agradeceu ao Brasil pela eleição de Lula e parabenizou o novo presidente.

Marina Silva (Rede)

Também deputada estadual por São Paulo, Marina Silva (Rede), que foi ativa na campanha de Lula, participando dos comícios do petista, comemorou a vitória com 98% das urnas apuradas. "O amor venceu! O desafio vai ser grande mas vamos reconstruir esse país!", escreveu.

Ciro Gomes (PDT)

"Cumprindo o saudável dever democrático, quero cumprimentar o presidente Luiz Inacio Lula da Silva por sua vitória nas eleições recém apuradas", disse Ciro Gomes, do PDT, ex-candidato à presidência em seu Twitter. Ele desejou felicidade a Lula "na honrosa missão a si concedida pela maioria de nosso povo brasileiro."

Carla Zambelli (PL)

Carla Zambelli (PL), deputada federal eleita por São Paulo e aliada de Jair Bolsonaro, compartilhou uma passagem biblíca e prometeu ser "a maior oposição que Lula jamais imaginou ter".

Fernando Henrique Cardoso (ex-presidente da República)

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso parabenizou Lula e compartilhou uma foto com o petista.

Sergio Moro (União)

Sergio Moro (União), ex-juiz e atual senador pelo estado do Paraná, que apoiou Jair Bolsonaro, se pronunciou em seu twitter, dizendo que o "O resultado de uma eleição não pode superar o dever de responsabilidade que temos com o Brasil."

Arthur Lira (PP)

O presidente da Câmara do Deputados, Arthur Lira (PP), reconheceu a vitória e parabenizou Luiz Inácio Lula da Silva.

Aliado de Bolsonaro, Lira afirmou que é "preciso ouvir a voz de todos".

"Ao presidente eleito, a Câmara dos Deputados lhe dá os parabéns e reafirma o compromisso com o Brasil, sempre com muito debate, diálogo e transparência. É preciso ouvir a voz de todos, mesmo divergentes, e trabalhar para atender as aspirações mais amplas", disse Lira, em um pronunciamento logo após o anúncio da vitória do petista.

João Amoedo (Novo)

Fundador do partido Novo, João Amoedo, que foi recentemente suspenso do partido após declarar voto em Lula no segundo turno, parabenizou os brasileiros que exerceram seu direito democrático.

"Espero que Bolsonaro e Lula nos surpreendam. Bolsonaro aceitando imeditamente o resultado e fazendo uma transição de governo pacífica. E Lula fazendo um governo para todos, com uma equipe qualificada e reformista."

Guilherme Boulos (PSOL)

O deputado estadual de São Paulo Guilherme Boulos (PSOL) comemorou a vitória de Lula antes do fechamento oficial da contagem das urnas, com a apuração em 96%. Em seu Twitter, Boulos compartilhou uma foto do petista com os dizeres "O Brasil venceu. Lula presidente".

Ricardo Salles (PL)

Ricardo Salles (PL), deputado federal eleito por São Paulo e ex-ministro do meio ambiente, disse em seu Twitter que é "Hora de serenidade", e que "o resultado da eleição mais polarizada da história do Brasil traz muitas reflexões e a necessidade de buscar caminhos de pacificação de um País literalmente dividido ao meio".

André Janones (Avante)

André Janones (Avante), deputado federal por Minas Gerais e ativo nas redes sociais com mensagens pró-Lula, compartilhou uma mensagem de comemoração pouco tempo após a vitória de Lula ser matematicamente confirmada. "Foi pela Maria do Rosário, foi por Marielle, foi pelas vítimas da covid, foi pela nossa saúde mental, foi por cada jornalista atacado, foi pela nossa democracia!!! Eu amo vocês!"

Romeu Zema (Novo)

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), que apoiou Jair Bolsonaro no segundo turno, parabenizou Lula pela vitória. "Com o resultado da eleição nacional, desejo sucesso ao presidente eleito. Seguirei cobrando que Minas seja prioridade, como merece."

Ibaneis Rocha (MDB)

Governador reeleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), que apoiou Jair Bolsonaro no segundo turno, parabenizou Lula e se colocou à disposição para trabalhar com o presidente eleito.

Henrique Meirelles

Henrique Meirelles, ex-secretário da Fazenda de SP, ex-ministro da Fazenda cumprimentou Lula pela "vitória histórica" e desejou sucesso.

Carlos Jordy (PL)

Assim como Carla Zambelli, o deputado federal Carlos Jordy (PL), eleito pelo Rio de Janeiro, também prometeu fazer oposição à Lula.

Fábio Faria

Após a divulgação do resultado do segundo turno, o ministro das comunicações do governo Bolsonaro postou uma imagem com Bolsonaro agradecendo-o por "resgatar o orgulho de ser brasileiro". O ministro não mencionou Lula.

Silas Malafaia

Embora não exerça cargo político, o pastor evangélico Silas Malafaia foi uma figura importante durante a campanha de Jair Bolsonaro, acompanhando o então presidente em eventos públicos. Em seu Twitter, Malafaia disse que a vitória soberana do povo se estabeleceu. "A minha oração, como diz a Bíblia, é interceder pelas autoridades constituídas."

Omar Aziz (PSD)

Omar Aziz (PSD), senador pelo Amazonas e que foi presidente da CPI da Pandemia, parabenizou Lula -- candidato que teve seu apoio durante as eleições.

Vítor Hugo (PL)

Deputado federal por Goiás e militar da reserva, Vítor Hugo (PL), apoiador de Bolsonaro, compartilhou um tweet declarando "Luto", e na sequência, outro que diz "O sistema venceu. Por enquanto."