Lula entra em campo para destravar PEC e terá agenda com Lira e Pacheco

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desembarca em Brasília nesta segunda-feira para ajudar a destravar as negociações da "PEC da Transição", cujo objetivo é abrir espaço fiscal para o novo governo manter programas sociais como o Bolsa Família de R$ 600.

Jacques Wagner: 'O que falta é um ministro da Fazenda', diz senador do PT da Bahia sobre articulação da 'PEC da Transição'

Capital: A reação de um banqueiro ao discurso de Fernando Haddad no almoço da Febraban

A articulação passará por encontros de Lula com os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD).

Aliados reclamam do PT na 'PEC da Transição': ‘Se resolver a questão política, dá para aprovar em dois dias’

A deputada disse ainda que Lula ainda não definiu nomes para os ministérios e que está "preocupado com a economia popular."

— Ele (Lula) estará em Brasília de segunda a sexta para gente encaminhar a PEC e por isso conversamos hoje, pra fazer essa organização. Temos que conversar mais com as bancadas e os partidos. Talvez a forma inicial como começamos (a discussão) possa ter desagradado (a eles). O presidente vai insistir no caminho da política.

Impasse: Falta de consenso pode levar PT a apresentar ‘PEC da Transição’ com validade de dois anos

Lula passou os últimos dias em recuperação após realizar um procedimento na laringe, no hospital Sírio Libanês, na capital paulista.

Nesta manhã, o presidente eleito se reuniu com o ex-ministro Jaques Wagner (PT-BA) para definir os nomes do grupo de transição que atuarão na Defesa. Os escolhidos devem ser anunciados na segunda-feira.