Lula fala em ministério da micro e pequena empresa e defende revisão de dívidas de microempresários

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Por Lisandra Paraguassu

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta-feira que pretende colocar em funcionamento um ministério para tratar das micro e pequenas empresas e que é necessário um programa para revisar as dívidas dos microempresários contraídas durante a pandemia.

Em um evento com empresários do setor, Lula ouviu reclamações sobre o grau de endividamento --cerca de 1 milhão de micro e pequenos empresários fecharam as portas durante a pandemia, de acordo com dados do Sebrae-- e prometeu fazer uma “revolução no setor”.

“Nós vamos ter que recriar vários ministérios. Eu não sei se está funcionando, mas se não, nós vamos ter que colocar para funcionar um ministério da micro e pequena empresa”, disse.

Nos governos petistas, o setor tinha uma secretaria especial que chegou a ter status de ministério no governo Dilma.

O ex-presidente disse ainda que não vai fazer promessas, mas garantiu que será necessário um programa para revisar as dívidas do setor, depois que uma microempresária presente revelou que o Pronampe, criado pelo atual governo para empréstimos aos pequenos negócios, vem se tornando impagável.

“Vamos ter que levar a sério a negociação da dívida de vocês”, disse.

Lula afirmou ainda que pretende voltar a reservar parte das compras governamentais para pequenos empresários e que os bancos públicos terão que trabalhar para ter programas especiais de empréstimos e uma “função social”.