Lula ignora promessa de pacificação, provoca Bolsonaro com clipe e depois apaga post

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) provocou Jair Bolsonaro (PL) e publicou em suas redes na tarde desta sexta-feira (30) o clipe de "Tá na Hora do Jair Já Ir Embora".

O vídeo foi publicado na conta do Twitter do petista por volta das 15h, após Bolsonaro decolar para os Estados Unidos para passar a virada do ano. Mas foi apagado e no fim da tarde já não estava mais disponível.

A música viralizou durante o segundo turno das eleições, e postagem de Lula tinha apenas o vídeo, sem legenda. Questionada, a assessoria do petista disse que foi reavaliado e decidido apagar o post.

É praxe que o presidente que deixa o poder passe para o sucessor a faixa presidencial. Bolsonaro, porém, já vinha falando a interlocutores desde que perdeu as eleições que desprezaria o rito democrático e não passaria a faixa para o presidente diplomado, no domingo (1º).

Ao provocar Bolsonaro, Lula deixa de lado a promessa de buscar a pacificação do país.

Em 30 de outubro, no primeiro discurso após ser eleito, Lula mostrou disposição de buscar pacificação com a metade do eleitorado que votou em Bolsonaro. A campanha foi marcada por episódios de hostilidade, em um nível de rivalidade inédito.

"A partir de 1º de janeiro de 2023 vou governar para 215 milhões de brasileiros e brasileiras. Não apenas para aqueles que votaram em mim. Não existem dois Brasis. Somos um único país, um único povo, uma grande nação", afirmou na ocasião.

"Não interessa a ninguém viver numa família onde reina a discórdia. É hora de reunir de novo as famílias, refazer os laços de amizade rompidos pela propagação criminosa do ódio. A ninguém interessa viver num país dividido, em permanente estado de guerra. Este país precisa de paz e de união", completou.

Bolsonaro decolou na tarde desta sexta, em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira), e será acompanhado por assessores.

Antes, Bolsonaro fez uma live de despedida. Ele condenou a tentativa de um ato terrorista em Brasília, criticou a montagem do governo Lula, repetiu o discurso de perseguido, ensaiou uma fala como líder da oposição e defendeu os atos antidemocráticos pelo país.

A música publicada por Lula nas redes é do cantor de forró Juliano Maderada, que deve ser uma das atrações do Festival do Futuro, com diversos shows na Esplanada dos Ministérios no domingo da posse.