Lula mantém vantagem sobre Bolsonaro; pesquisa aponta estabilidade

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue liderando a corrida eleitoral contra o presidente Jair Bolsonaro, segundo pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira.

A pouco mais de duas semanas do primeiro turno, Lula mantém 45% das intenções de voto, contra 33% para Bolsonaro, um cenário de "estabilidade total" em relação à pesquisa da semana passada (45% contra 34%), ressaltou a diretora do Datafolha, Luciana Chong, ao apresentar os resultados.

O candidato Ciro Gomes aparece em terceiro, com 8%, empatado tecnicamente com Simone Tebet, que tem 5%.

Apesar do cenário de estabilidade, com variações dentro da margem de erro de +/- 2 pontos, o apoio ao presidente cresceu nos últimos meses, o que o levou a reduzir a vantagem de Lula, que o superava em maio em 21 pontos percentuais.

Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de mais de 50% dos votos válidos (sem votos em branco ou nulos). Seguindo esse critério, Lula obteria 48% dos votos válidos. Em um eventual segundo turno, ele venceria Bolsonaro por 54% a 38%.

O presidente desacredita as pesquisas. O Datafolha afirma que seus pesquisadores vêm sendo hostilizados de forma crescente em diversas regiões do país.

Uma mulher foi filmada e exposta nas redes sociais ontem por um homem que a acusou de não querer entrevistá-lo porque ele era um apoiador de Bolsonaro. Luciana Chong explicou à AFP que “não aceitar entrevistas de pessoas que se oferecem para responder ao questionário é uma das principais regras” para garantir que as pesquisas não são tendenciosas.

"A abordagem deve ser aleatória", dentro dos parâmetros definidos ao construir a amostra para que ela seja representativa, como cidade, bairro, idade e gênero dos entrevistados.

Em sua pesquisa mais recente, o Datafolha entrevistou 5.926 pessoas entre 13 e 15 de setembro, em 300 cidades brasileiras.

mel/dl/lb