Lula não chamou apoiadores de vagabundos, traficantes e bandidos; vídeo viral foi editado

Ao contrário do que sugere um vídeo compartilhado mais de 10 mil vezes nas redes sociais ao menos desde 27 de agosto de 2022, o candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não chamou seus apoiadores de vagabundos, traficantes e bandidos. O registro original, de uma visita de Lula a um acampamento do MTST em 2017, foi editado. Ele dizia, na verdade, que entre os presentes não havia vagabundos, traficantes ou bandidos, mas homens, mulheres, mães e pais que “não querem confusão, querem apenas o direito de se esconder da chuva e do sol, tendo um teto, como diz a Constituição”.

“Esses são os seus eleitores”, diz o texto inserido no vídeo compartilhado no Facebook, Instagram, Kwai, TikTok, Telegram e Twitter.

Captura de tela feita em 31 de agosto de 2022 de uma publicação no Facebook ( . / )

Na gravação viral, Lula discursa diante de apoiadores em um carro de som. “Primeiro, é importante que eles saibam quem são vocês. A primeira coisa que eles têm que saber é que aqui tem vagabundo. Aqui tem traficante. Aqui tem bandido. Aqui tem homens, mulheres, mães e pais, que certamente querem confusão”, ele parece dizer no vídeo.

Mas uma edição mudou a fala do ex-presidente: ele na verdade dizia que os presentes não eram vagabundos, traficantes ou bandidos, e que não queriam confusão.

Uma busca pela frase “aqui tem homens e mulheres, mães e pais”, dita por Lula no vídeo, junto com seu nome, levou a uma notícia publicada em 22 de outubro de 2017 intitulada “Lula visita acampamento do MTST [Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto] em S.Bernardo”.

Novas pesquisas por palavras-chave levaram a mais notícias da época (1, 2), que detalhavam a visita do ex-mandatário à ocupação Povo Sem Medo.

“A tarde de sábado, 21 de outubro, entra para a história da segunda maior ocupação da América Latina, a Povo Sem Medo de São Bernardo do Campo, como o dia em que as mais de oito mil famílias receberam o apoio do ex-presidente Lula na luta pela conquista de suas moradias”, diz o texto do MTST.

Mais uma busca, dessa vez pelos termos “Lula”, “ocupação Povo Sem Medo” e “São Bernardo do Campo”, levou à transmissão na íntegra do evento feita pela Mídia Ninja.

Aos 1:19:53 do vídeo, é possível ver que Lula disse o oposto do que sugere o vídeo viral, e que foi, inclusive, apoiado com gritos durante a fala, e com aplausos quando encerrou a frase.

“Primeiro, é importante que eles saibam quem são vocês. A primeira coisa que eles têm que saber é que aqui não tem vagabundo. Aqui não tem traficante. Aqui não tem bandido, e muito menos bandida. Aqui tem homens, mulheres, mães e pais, que certamente ou ainda estão trabalhando ou já trabalharam e foram mandados embora. E que eles não querem confusão, eles querem apenas o direito de se esconder da chuva e do sol, tendo um teto, como diz a Constituição da República Federativa do Brasil”.

O conteúdo também foi verificado pela Reuters, Estadão Verifica e Aos Fatos.