Lula não elogiou Bolsonaro por transposição do São Francisco em discurso viralizado

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Trabalhadores em um dos canais da obra de transposição do rio São Francisco, em Pernambuco, em 24 de janeiro de 2014 (Foto: Reuters / Ueslei Marcelino)
Trabalhadores em um dos canais da obra de transposição do rio São Francisco, em Pernambuco, em 24 de janeiro de 2014 (Foto: Reuters / Ueslei Marcelino)
  • Vídeo de Lula discursando circula nos redes sociais

  • Usuários afirmam que o ex-presidente teria supostamente reconhecido que Bolsonaro foi responsável por finalizar a transposição do rio São Francisco

  • A gravação, no entanto, foi cortada para simular o elogio, deixando de fora crítica de Lula ao atual presidente

Um vídeo no qual o ex-presidente Lula (PT) fala sobre a transposição do Rio São Francisco circula nas redes sociais com dezenas de compartilhamentos. Segundo usuários, o ex-mandatário teria supostamente elogiado o presidente Jair Bolsonaro (PL) por finalizar a obra. No entanto, o registro foi cortado para deixar de fora a crítica de Lula a Bolsonaro por afirmar que a obra é um feito de sua gestão e não dos governos petistas.

Captura de tela de um vídeo de Lula viralizado como se ele estivesse elogiando Bolsonaro por obra de transposição do São Francisco (Foto: Facebook / Reprodução)
Captura de tela de um vídeo de Lula viralizado como se ele estivesse elogiando Bolsonaro por obra de transposição do São Francisco (Foto: Facebook / Reprodução)

O vídeo viralizado foi originalmente no TikTok e conta com mais de 220 mil interações. A legenda da publicação, no entanto, não afirma que Lula elogiou Bolsonaro.

A gravação original do discurso de Lula foi publicada no YouTube em abril deste ano e retrata um encontro do ex-presidente com lideranças do PSB, ocorrido em Brasília, em 28 de abril:

Na fala completa, da qual foi retirado o trecho viralizado, o ex-mandatário não elogia o atual presidente. Na verdade, ele criticou Bolsonaro por se promover como o principal responsável pela obra:

“Fizemos um canal de quase 640 km que era para estar pronto logo depois que eu deixei o governo, e ele ficou pronto agora. O nosso governo, Alckmin, fez 88% das obras. No governo Temer foi feito 7% das obras. E esse cidadão, que não preside esse país, quem ele preside são os milicianos que vivem em volta dele, ele terminou apenas 5% da obra. Está fazendo propaganda na televisão como se fosse ele que tivesse levado a água do São Francisco para a Paraíba, para o Rio Grande do Norte, para o Ceará, para Pernambuco e para outros estados que precisavam dessa água.”

Essa peça desinformativa também foi analisada pelo Aos Fatos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos