Lula no JN: Saiba como o ex-presidente planeja superar Bolsonaro

Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

O ex-presidente e candidato ao Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), será entrevistado nesta quinta-feira (25), às 20h30, no Jornal Nacional, da TV Globo, e o "espaço", segundo coordenadores da campanha do petista, é mais importante que o candidato terá na corrida eleitoral.

Segundo informações da jornalista Bela Megale, do jornal O Globo, como o telejornal é o mais assistido do país, a estratégia é focar na economia e seguir um tom pacificador, ou seja, mostrar que não tem mágoas nem quer vingança.

Além disso, integrantes do PT (Partido dos Trabalhadores) e que auxiliam na preparação do ex-presidente para a sabatina, afirmam que ele vai insistir na agenda negativa do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Por isso, Lula deve falar do aumento da fome, desemprego e inflação.

A jornalista Bela Megale ainda informou que o foco de Lula é se colocar como a opção que pode reverter esse cenário e, assim, “recuperar” o país.

Corrupção

Conforme foi informado antes, e a jornalista do jornal O Globo confirmou, o ex-presidente também está preparado para rebater temas como corrupção e Operação Lava Jato.

Os advogados Cristiano Zanin e Valeska Martins ficaram responsáveis pelo treinamento sobre esses assuntos.

Bolsonaro

Para a campanha petista, o chefe do Executivo “não perdeu” com sua participação no Jornal Nacional e isso teria sido positivo para o presidente, informou Bela Megale.

O objetivo da equipe de Lula é que ele cresça para ter chances de levar a eleição já no primeiro turno.

SABATINA DO JORNAL NACIONAL

O Jornal Nacional, da TV Globo, realiza tradicionalmente a sabatina de perguntas com os candidatos à Presidência da República mais bem colocados nas pesquisas eleitorais.

A condução dos questionamento é feita pelos apresentadores do Jornal Nacional: William Bonner e Renata Vasconcellos. As entrevistas ocorrem nos estúdios da Globo no Rio de Janeiro.

A sabatina pela qual os candidatos serão submetidos é considerada fundamental por estrategistas das campanhas, que veem uma boa possibilidade de conseguir "furar a bolha" e expor suas ideias no telejornal de maior audiência do país. As sabatinas do Jornal Nacional preveem 40 minutos de participação de cada candidato.

Veja como foi a sabatina de Jair Bolsonaro no Jornal Nacional

O primeiro presidenciável entrevistado foi o atual presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL). Bolsonaro abriu a série de entrevistas na segunda-feira (22). Ciro Gomes, do PDT, será o entrevistado de terça (23). Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participará na quinta (25) e Simone Tebet (MDB) fechará a série, na sexta (26).

A seleção dos candidatos teve por base as cinco melhores colocações na pesquisa eleitoral divulgada pelo Datafolha em 28 de julho: Lula, Bolsonaro, Ciro, Tebet e André Janones (Avante). Janones, no entanto, decidiu retirar sua candidatura.

A ordem das entrevistas e as datas foram decididas em um sorteio realizado em 1º de agosto com representantes dos partidos.