Lula no Piauí, Bolsonaro no Sul: veja as cidades que deram os melhores desempenhos aos candidatos

A vitória de Lula (PT) sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) com pouco mais de 2 milhões de votos de diferença se reflete também nos recortes regionais. De um lado, a supremacia de Lula ocorreu no Nordeste: em oito cidades do Piauí, o petista conquistou mais de 92% dos eleitores. Já no Sul do país, o chefe do Executivo liderou dez municípios com 83% dos votos válidos.

Para além dos apoiadores, duas cidades do território nacional registraram empate. Em Irati, em Santa Catarina, e Guará, em São Paulo, os dois candidatos tiveram o mesmo número de votos. Já em Nanuque, no interior de Minas, Bolsonaro conquistou apenas um eleitor a mais que Lula.

Quando levado em conta os dez municípios em que os presidenciáveis obtiveram um melhor desempenho percentual, há uma disparidade regional. Em relação ao presidente eleito, oito deles ficam no Piauí, estado em que 76% dos moradores votaram em Lula. A capital, Teresina, é a segunda das 27 em que o petista conquistou o maior percentual de eleitores. A primeira foi Salvador, na Bahia, segundo estado com mais apoiadores do PT (72%).

Os dados consolidam uma hegemonia de 20 anos do PT em Teresina e em Salvador. Desde 2002, quando Lula se elegeu para o primeiro mandato, a sigla nunca perdeu uma eleição para presidente nas capitais. Além dos dois municípios, São Luís, Fortaleza e Recife integram a lista.

— Lula representa o retirante da região que conseguiu sobreviver e se reconhece enquanto nordestino. Há essa marca de identificação forte — explica o cientista político Paulo Baía, da UFRJ.

No ranking dos dez municípios, Terra Nova e Carnaubeira da Penha, em Pernambuco, tiveram desempenhos bem acima da média nacional: 92,3% dos moradores votaram no petista.

No caso de Bolsonaro, a hegemonia ocorre no Sul. Entre os dez municípios em que o presidente teve seu melhor desempenho percentual, cinco ficam no Rio Grande do Sul, três em Santa Catarina e dois no Paraná. Desde 2018, Nova Pádua (RS) é a cidade mais bolsonarista do Brasil, o que se repetiu neste segundo turno, com 88,99 dos votos válidos.

Entre as capitais, Boa Vista lidera. Na cidade de Roraima, o chefe do Executivo obteve 79% dos eleitores.

— A região Sul tem tradicionalmente um recorte conservador e adotou Jair Bolsonaro desde 2018. É preciso lembrar que na década de 1970, muitos sulistas migraram para o Norte do país. Boa Vista tem o mesmo tipo de eleitor — explica Baía.