Lula participará remotamente de reuniões da equipe de transição

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 10.11.2022 - O presidente eleito do Brasil, Lula (PT), durante reunião no CCBB, em Brasília. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 10.11.2022 - O presidente eleito do Brasil, Lula (PT), durante reunião no CCBB, em Brasília. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), um dos cotados para assumir o Ministério da Fazenda e aliado próximo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), diz que o presidente eleito está ativo e se sentindo muito bem após a cirurgia para retirada de uma lesão na garganta no domingo (20).

Lula iria para Brasília nesta quarta-feira (23), mas adiou a viagem.

"Ele está ativo, bem de saúde, com recuperação muito boa. A orientação para ficar em São Paulo é para poupar mais a voz. Ele vai participar remotamente de reuniões da equipe de transição, de áreas temáticas que peçam para participar", afirma Padilha, que é médico.

Como mostrou o jornal Folha de S.Paulo, deverá evitar uso excessivo da voz nos 15 dias após a cirurgia, especialmente na primeira semana.