Lula presidente: relembre os ministérios escolhidos pelo petista em 2002 e 2006

Vinte anos depois de sua primeira eleição e 12 anos após encerrar seu segundo mandato, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi eleito neste domingo presidente do Brasil. Antes de ser eleito, ele afirmou que, tão logo fosse confirmado o resultado, iniciaria o processo de escolha de seus ministros. Na cerimônia de posse em 2002, em seu primeiro mandato, Lula anunciou uma equipe de 30 ministros. Após a reeleição, sua equipe aumentou para 35 pastas.

Resultados das eleições: Veja o mapa de votação para presidente e governadores

Veja os cotados: governo Lula deve ter 40% mais ministérios para acomodar aliados

Ao longo da campanha deste ano, Luiz Inácio Lula da Silva evitou antecipar quais nomes pretende levar para compor o seu novo governo, mas revelou a intenção de aumentar em até 40% o número de ministérios. Serão ao menos mais nove pastas além das atuais 23.

Com 100% das urnas apuradas pouco antes das 20h deste domingo, foi confirmada a vitória de Lula no segundo turno, com 50,9% dos votos válidos, contra 49,1% do atual presidente Jair Bolsonaro (PL). Com isso, as negociações com os nomes que podem ocupar os cargos foram iniciadas. Veja abaixo a lista dos ministros nos dois outros mandatos de Lula.

2002

Agnelo Queiroz: Esportes

Anderson Adauto: Transportes

Antônio Palocci: Fazenda

Benedita da Silva: Assistência e Promoção Social

Celso Amorim: Relações Exteriores

Ciro Gomes: Integração Nacional

Cristovam Buarque: Educação

Dilma Roussef: Minas e Energia

Emília Fernandes: Direito da Mulher

Gilberto Gil: Cultura

Guido Mantega: Planejamento

Humberto Costa: Saúde

Jacques Wagner: Trabalho

Jorge Armando Félix: Gabinete da Segurança Institucional

José Dirceu: Ministro-chefe da Casa Civil

José Fritsch: Pesca

José Graziano: Segurança alimentar e combate à fome

José Viegas Filho: Defesa

Luiz Dulci: Secretaria Geral da Presidência

Luiz Gushiken: Secretaria de Comunicação

Luiz Fernando Furlan: Desenvolvimento

Márcio Thomaz Bastos: Justiça

Marina Silva: Meio ambiente

Miguel Rossetto: Desenvolvimento Agrário

Miro Teixeira: Comunicações

Olívio Dutra: Cidades

Ricardo Berzoini: Previdência

Ricardo Kotscho: Imprensa e Comunicação

Roberto Amaral: Ciência e Tecnologia

Roberto Rodrigues: Agricultura

Nilmário Miranda: Direitos Humanos

Tarso Genro: Desenvolvimento Econômico e Social

Waldir Pires: Corregedor-geral da União

Walfrido Mares Guia: Turismo

2006 (ministros anunciados em maio)

Agnelo Queiroz: Esporte

Álvaro Ribeiro Costa: Advocacia Geral da União

Anderson Adauto: Transportes

Antônio Palocci Filho: Fazenda

Benedita da Silva: Assistência e Promoção Social

Celso Amorim: Relações Exteriores

Ciro Gomes: Integração Nacional

Cristovam Buarque: Educação

Dilma Rousseff: Minas e Energia

Gilberto Gil: Cultura

Guido Mantega: Planejamento

Emília Fernandes: Direitos da Mulher

Humberto Costa: Saúde

Jaques Wagner: Trabalho

Jorge Armando Félix: Gabinete da Segurança Institucional

José Dirceu: Casa Civil

José Fritsch: Secretaria Nacional de Pesca

José Graziano da Silva: Segurança Alimentar e Combate à Fome (extraordinário)

José Viegas Filho: Ministério da Defesa

Luiz Dulci: Secretaria Geral da Presidência

Luiz Fernando Furlan: Desenvolvimento

Luiz Gushiken: Comunicação de Governo

Márcio Thomaz Bastos: Justiça

Marina Silva: Meio Ambiente

Miguel Rossetto: Desenvolvimento Agrário

Miro Teixeira: Comunicações

Nilmário Miranda: Direitos Humanos

Olívio Dutra: Cidades

Ricardo Berzoini: Previdência

Roberto Amaral: Ciência e Tecnologia

Roberto Rodrigues: Agricultura

Tarso Genro: Desenvolvimento Econômico e Social

Waldir Pires: Corregedoria Geral da União

Walfrido Mares Guia: Turismo