Lula move ação contra mulher que celebrou morte de seu neto na internet

Postagem principal que motivou a ação do ex-presidente Lula contra a blogueira. (Foto: Reprodução/Facebook)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Ex-presidente pede R$ 50,3 mil de indenização contra mulher que celebrou morte de seu neto

  • Alessandra Strutzel, que já montou uma vaquinha online, diz que postagem era uma ‘pesquisa’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entrou com uma ação por danos morais contra um blogueira que ironizou a morte de seu neto Arthur, de 7 anos, em março deste ano.

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO FLIPBOARD

Alessandra Strutzel já organizou uma 'vaquinha’ online para arrecadar dinheiro para um eventual pagamento do pedido de R$ 50,3 mil de indenização feito pelo ex-presidente. As informações são portal UOL.

No processo, que tramita no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) desde maio deste ano, a defesa do ex-presidente anexou dois posts atribuídos a ela. Eles ainda consideram a hipótese de o perfil ser fake e, para isso, solicitaram os IP's que logam o perfil.

Leia também

Um dos post anexados, o primeiro dela sobre a morte de Arthur, traz a mensagem: "Pelo menos uma boa notícia", acompanhada de emojis de coração e felicidade e compartilhando uma notícia sobre a morte do neto de Lula.

Na segunda, ela compartilhou uma foto de Lula saindo da carceragem da PF (Polícia Federal) de Curitiba para acompanhar o velório de Arthur, realizado em São Paulo. “Se nem triste ele está, por que eu estaria?”, escreveu Alessandra em uma imagem na qual Lula aparece sorrindo.

Nos comentários, Alessandra chamou Arthur de 'um filha da puta'. (Foto: Reprodução/Facebook)

Além do valor, a defesa do petista exige a publicação de uma retratação na mesma página por 30 dias.

Em junho, o juiz Fernando de Oliveira Ladeira, responsável pelo processo, aceitou um pedido de liminar e ordenou que o Facebook apresente informações sobre a página de Strutzel para a defesa de Lula. O Facebook informou ao TJ-SP que atendeu às determinações judiciais.

NOVA VERSÃO

Após a ‘vaquinha’ online criada, Alessandra deu uma “nova versão” sobre o comentário que gerou a ação. Em um post publicado na manhã desta quarta-feira (21), o perfil afirmou que o comentário “infeliz foi apenas uma pesquisa para saber a opinião das pessoas”.