Lula promete desmatamento zero e revogar "injustiças" contra povos indígenas

Presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva

BRASÍLIA (Reuters) - Em discurso de posse, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou neste domingo que nenhuma outra nação do mundo tem as condições que o Brasil tem para se tornar uma potência ambiental.

"Vamos iniciar a transição energética e ecológica para uma agropecuária e uma mineração sustentáveis, uma agricultura familiar mais forte, uma indústria mais verde", disse o presidente em discurso de cerimônia de posse no plenário da Câmara dos Deputados.

"Incentivaremos, sim, a prosperidade na terra. Liberdade e oportunidade de criar, plantar e colher continuará sendo nosso objetivo. O que não podemos admitir é que seja uma terra sem lei. Não vamos tolerar a violência contra os pequenos, o desmatamento e a degradação do ambiente", afirmou.

Lula acrescentou ainda que a criação do Ministério dos Povos Indígenas é fruto da intenção de fortalecer a proteção ambiental.

"Ninguém conhece melhor nossas florestas nem é mais eficaz de defendê-las do que os que estavam aqui desde tempos imemoriais. Vamos revogar todas as injustiças cometidas contra os povos indígenas."

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)