Lula quer discutir regras de debates antes de aceitar participação

*** FOTO DE ARQUIVO *** BRASÍLIA, DF, 28.04.2022 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante reunião com lideranças do partido Rede Sustentabilidade, no hotel Meliá Brasil 21, em Brasília (DF), visando alianças para as eleições de outubro. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)
*** FOTO DE ARQUIVO *** BRASÍLIA, DF, 28.04.2022 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante reunião com lideranças do partido Rede Sustentabilidade, no hotel Meliá Brasil 21, em Brasília (DF), visando alianças para as eleições de outubro. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O fato de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ter dito que participaria de até três debates em pools de veículos de comunicação não significa que ele automaticamente aceitará os convites que chegarem.

Segundo a campanha do ex-presidente, é preciso discutir quais serão as regras do debate, condições e o formato, antes de dar ok. Lula não quer, por exemplo, ficar exposto aos ataques de candidatos com menor intenção de votos em caso de não participação de Jair Bolsonaro (PL).

Por enquanto, há dois pools constituídos para estes encontros: um reunindo Folha, UOL e as TVs Bandeirantes e Cultura, que marcou o debate para 28 de agosto. O outro é formado por Folha, UOL, G1, O Estado de S. Paulo, O Globo e Valor, que realizará o evento em 14 de setembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos