Lula quer que depoimento a Moro seja transmitido ao vivo

Lula Marques/ Agência PT/Fotos Públicas

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer que seu depoimento ao juiz Sérgio Moro, que conduz os processos da operação Lava-Jato na primeira instância, seja transmitido ao vivo.

Segundo reportagem do jornal O Globo, o ex-presidente se reuniu com grande parte da bancada federal do PT durante o feriado, no Rio Grande do Sul, e falou sobre suas expectativas em relação ao seu depoimento.

De acordo com um dos deputados presentes ouvidos pelo jornal, o líder petista disse que quer a maior publicidade ao seu depoimento, da mesma maneira como ocorreu com outros depoentes que tem suas falas divulgadas em vídeo.

A intenção do PT é transformar a oitiva, que acontecerá em Curitiba no próximo dia 10 de maio, num evento com forte presença da militância. As bancadas de deputados e senadores, além de ex-ministros de seu governo, também devem acompanhar o ex-presidente até a capital paranaense.

Inicialmente, o depoimento do ex-presidente estava marcado para acontecer no dia 3 de maio, mas após pedido da secretaria da Segurança Pública e da Polícia Federal, Moro decidiu adiá-lo para o próximo dia 10 às 14h.

Os dois órgãos justificaram que precisavam de mais tempo para organizar a segurança no local e que o feriado do dia do Trabalho dificultaria ainda mais a operação.

O processo em que ele será ouvido diz respeito ao apartamento tríplex do Guarujá, no litoral de São Paulo, cuja propriedade a operação Lava-Jato atribui ao ex-presidente em troca de vantagens indevidas da empreiteira OAS. Lula nega as acusações.

No encontro, o petista, segundo os parlamentares, também reafirmou sua intenção de se candidatar novamente à presidência da República em 2018.