Lula reúne governadores para avaliar situação de segurança depois de invasões em Brasília

Apoiadores de Bolsonaro invadem sedes dos Poderes em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reunirá com os governadores de Estado na segunda-feira para avaliar a situação de segurança no país, depois da invasão das sedes dos Três Poderes, em Brasília, neste domingo.

Em nota, o Fórum de Governadores confirmou que pediu a reunião, que deve acontecer no final da tarde.

"Fórum dos Governadores se reuniu agora a noite e reafirma sua indignação e repúdio veemente diante dos atos golpistas, terroristas, ocorridos hoje em Brasília que afrontam a nossa Constituição", disse o grupo.

Os governadores também colocaram à disposição do governo federal suas forças de segurança para "somar no restabelecimento da ordem e da paz".

Lula estava fora de Brasília, em agenda na cidade de Araraquara, no interior de São Paulo, para acompanhar os trabalhos de recuperação após fortes chuvas na região, quando as invasões nas sedes dos Poderes começaram.

O presidente chegou à capital no início da noite e foi direto para o Palácio do Planalto, onde fez uma primeira vistoria dos estragos causados pelos invasores, e depois fez uma reunião rápida com ministros palacianos, o ministro da Justiça. Flávio Dino, e delegados da Polícia Federal.

Em seguida, o presidente foi ao Supremo Tribunal Federal (STF), onde se reuniu com a presidente da Corte, Rosa Weber, e os ministros José Dias Toffoli e Luís Roberto Barroso. Uma nova reunião deve ser feita na segunda.

O presidente também deve visitar na segunda-feira o Congresso Nacional, que foi duramente atingido pelo vandalismo dos invasores.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)