Lula realiza exames médicos de rotina, com resultados 'normais'

O presidente eleito, Luis Inácio Lula da Silva (PT), foi submetido neste sábado a um check-up médico de rotina, que indicou resultados "normais" e confirmou a "completa remissão" do tumor na laringe detectado em 2011, informou o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

"Foram realizados exames de imagens: ecocardiograma, angiotomografias e PET scan, que estão normais e seguem mostrando completa remissão do tumor diagnosticado" há mais de uma década, informou o boletim médico do Sírio Libanês, assinado pelos médicos de Lula.

O presidente eleito viajará na segunda-feira ao Egito para participar da COP27, onde espera conseguir apoio internacional para combater a situação crítica da Amazônia.

A voz muito roca de Lula, de 77 anos, gerou preocupações durante a longa campanha presidencial, que culminou com a apertada vitória do petista sobre o presidente em fim de mandato Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno, em 30 de outubro.

Segundo os médicos, Lula tem "alterações inflamatórias decorrentes do esforço vocal", causadas pelos constantes discursos públicos ao longo dos últimos meses, e "uma pequena área de leucoplasia (lesão) na laringe".

Lula está "firme e forte para governar o Brasil", indicou um vídeo gravado no centro médico e publicado nas redes sociais do deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), ex-ministro da Saúde e aliado próximo do presidente eleito.

Lula foi fumante durante 50 anos e abandonou o cigarro em 2010, após ser internado com hipertensão.

Em 2011, ao fim de sua seu segundo mandato na Presidência (2003-2011), foi diagnosticado com um câncer de laringe e submetido a quimioterapia e radioterapia.

No ano seguinte, os médicos anunciaram sua "recuperação total".

mls/atm/am