Lula rebate acusações de corrupção: 'Eu não levo o Ciro a sério'

Lula rebateu críticas de Ciro (REUTERS/Carla Carniel)
Lula rebateu críticas de Ciro (REUTERS/Carla Carniel)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu ignorar as acusações do adversário Ciro Gomes (PDT) sobre a corrupção petista. Em entrevista a Rádio Super de Minas Gerais nesta quarta-feira (17), Lula respondeu que não vai levar Ciro “a sério”.

Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022:

Na última segunda, Ciro foi sabatinado pelo Roda Viva, programa da TV Cultura. Durante a participação, o presidenciável fez diversas acusações e críticas a Lula. Numa dessas falas, o ex-ministro afirmou que Lula sabia da “roubalheira” porque o próprio pedetista o havia alertado. E que foi escolha do petista não fazer nada sobre isso.

“Lamentavelmente eu vi o Lula se corrompendo”, disse o presidenciável pedetista.

Em resposta sobre o assunto, Lula disse simplesmente que não tem nada a dizer sobre Ciro.

“Nada, eu não vou levar a sério o Ciro”, afirmou.

Ciro no Roda Viva

Em entrevista, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes disse ter avisado a Lula que a direção do PT havia se transformado numa “organização criminosa”.

“Eu falo coisas muito claras diretamente para o Lula. Cultivo a lealdade e a discência, coisa que ele não faz. Eu disse para ele: olha, a direção do PT transformou-se numa organização criminosa. Ele disse: ‘ah, você sabe, não é bem assim, eu não sabia’. Sabia! Eu lhe disse”, falou Gomes.

Na sequência, o pedetista relatou as conversas que teve com Lula sobre corrupção no governo. “Eu lhe disse do Eduardo Cunha. Na véspera, você me disse que não iria entregar Furnas para ele. Eu lhe disse que o Sergio Machado tava roubando lá junto com Romero Jucá e Renan Calheiros na Transpetro. Eu lhe disse. E ele disse que a vida é difícil. Eu não acredito em nada disso”, explicou o candidato do PDT.

“Enfim, lamentavelmente, eu vi o Lula se corrompendo. E o PT, a direção — tem muita gente boa –, virou uma organização criminosa”, concluiu o candidato do PDT.