Lula rebate deputados que o ameaçaram com armas de fogo: 'Não podem conversar?'

·2 min de leitura
Lula usou as redes sociais para questionar deputados sobre possibilidade de diálogo (Foto: MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
Lula usou as redes sociais para questionar deputados sobre possibilidade de diálogo (Foto: MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Lula rebateu deputados que o ameaçaram com armas de fogo

  • Ex-presidente sugeriu que militantes fossem até as casas de deputados para dialogar

  • Após a fala em evento da CUT, Lula foi ameaçado por deputados, que gravaram vídeo mostrando armas

O ex-presidente Lula (PT) rebatou os deputados que o ameaçaram ao longo dos últimos dias. O desentendimento foi gerado após o petista dizer que a militância deveria ir até a casa dos deputados para pressiona-los, já que seria mais efetivo que uma manifestação em Brasília.

“Quando eu era presidente toda hora tinha gente protestando em frente a minha casa. E eu parava para conversar. E eu disse, conversar de forma civilizada. Esses deputados que dizem que adoram o povo nas eleições não aceitam encontrar o povo depois de eleito?”, questionou Lula em publicação nas redes sociais.

Na última segunda-feira (4), durante um evento da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Lula sugeriu que a militância mapeasse o endereço dos deputados e 50 pessoas fossem até as casas dos parlamentares.

“Não é para xingar não, é para conversar com ele, com a mulher dele, com o filho dele, incomodar a tranquilidade dele, surte muito mais efeito do que fazer a manifestação em Brasília”, disse na ocasião.

Após as declarações, Lula passou a ser ameaçado por opositores. Foi o caso do deputado estadual Coronel Telhada (PP-SP), que mostrou uma arma e disse estar esperando o petista e “todo seu bando”. “Estou te esperando lá, você e todo seu bando. A hora que você quiser aparecer lá em casa, viu? Pode vir que a gente está te aguardando. Pode vir quente, que a gente está fervendo”, disse o deputado.

O deputado federal Junio Amaral (PL-MG) também divulgou um vídeo em que ameaça Lula, mostrando uma pistola. “Eu vou esperar vocês lá, tanto sua turma quanto você. Vai lá conversar com a minha esposa, com a minha filha, tá bom? Vocês serão muito bem-vindos”

Depois das ameaças, Lula usou as redes sociais para questionar os parlamentares. “Não podem conversar?”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos