Lula recebe conselheiro de Segurança dos EUA em Brasília

Lula ao lado de Jake Sullivan (Foto: Ricardo Suckert/Divulgação)
Lula ao lado de Jake Sullivan (Foto: Ricardo Suckert/Divulgação)
  • Lula recebeu Sullivan no hotel onde está hospedado.

  • Na reunião, o petista falou sobre uma possível ida dele aos EUA;

  • Jake Sullivan esteve no Brasil no ano passado.

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), se encontrou nesta segunda-feira (5) com o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan.

O encontro aconteceu no hotel onde o petista está hospedado na capital federal.

Eles falaram sobre uma possível visita de Lula ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Nas redes sociais, o presidente eleito declarou: "Recebi hoje do conselheiro de segurança norte-americano, Jake Sullivan, o convite do presidente Joe Biden para visitá-lo na Casa Branca."

"Estou animado para conversar com o presidente Biden e aprofundar a relação entre nossos países", acrescentou.

Lula deve viajar para os Estados Unidos depois da diplomação como presidente da República pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que vai acontecer no dia 12 de dezembro.

De acordo com o ex-chanceler Celso Amorim, o petista deve visitar o país em janeiro, depois da posse marcada para o dia 1º de janeiro.

Participaram da reunião, segundo o portal g1:

  • Juan Gonzales, assessor do governo dos EUA para América Latina;

  • Ricardo Zúñiga, vice-secretário de Estado para assuntos de Hemisfério Ocidental;

  • Douglas Koneff, encarregado de negócios da embaixada no Brasil;

  • Senador Jaques Wagner (PT-BA);

  • Celso Amorim, ex-ministro de Relações Exteriores;

  • Fernando Haddad, ex-ministro da Educação.

Sullivan está na capital federal para cumprir duas agendas: uma com Lula e a outra com o atual secretário de Assuntos Estratégicos do governo federal, Flávio Rocha, um dos auxiliares de confiança do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O integrante do governo Joe Biden esteve no Brasil em agosto de 2021, quando se encontrou com Bolsonaro e membros do governo, como o vice-presidente Hamilton Mourão.

Na ocasião, as autoridades falaram sobre o apoio à democracia e temas relacionados ao meio ambiente.