Lula recua e diz que palanque de Bolsonaro parecia reunião da Ku Klux Klan

Lula (Foto: REUTERS/Bruno Kelly)
Lula (Foto: REUTERS/Bruno Kelly)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta sexta-feira (9), em entrevista a jornalistas, que se referia apenas ao palanque em que estava o presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus aliados quando comparou os atos a favor do governo, que aconteceram em 7 de setembro, com a Ku Klux Klan.

“O palanque, aqui da Copacabana, pela fotografia que eu vi, e eu só vi na televisão, era supremacia branca no palanque. Eu até comparei que parecia um pouco a Ku Klux Klan, só faltou a máscara”, disse o petista.

“Era isso o palanque, de uma elite que tinha um cidadão vestido de Louro José, que era o artista principal da festa. […] Eu vi aquele palanque e fiquei assustado. Não tinha povo, tinha uma elite muito violenta nos seus discursos, a começar pelo presidente da República”, acrescentou.

A KKK é conhecida por ser uma organização terrorista racista e supremacista. Apesar do enfraquecimento ao longo das décadas, o grupo existe até hoje. Em um programa de rádio em 2018, o ex-líder da Ku Klux Klan fez elogios a Jair Bolsonaro.

Processo

A campanha de Bolsonaro planeja entrar com ações judiciais contra Lula. A motivação são as declarações do petista sobre as manifestações de 7 de setembro.

Segundo informações da CNN Brasil, para a campanha de Bolsonaro, a fala configuraria dano moral coletivo.

"O ato do Bolsonaro parecia uma reunião da Ku Klux Klan, só faltou o capuz", afirmou Lula em comício na Baixada Fluminense, na última quinta (8).

Para o petista, não havia negros, pardos, pobres e trabalhadores nos eventos que reuniram milhares de brasileiros na quarta.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)