Lula retira lesão em corda vocal e recebe alta; não há tumor, diz boletim médico

Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva durante reunião em Lisboa

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva passou a noite no hospital Sírio-Libanês em São Paulo depois de procedimento no domingo para retirada de uma lesão na corda vocal, e recebeu alta nesta segunda-feira, informou boletim médico nesta manhã, acrescentando que não foi detectada a existência de um tumor.

"O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva deu entrada ontem (domingo), no Hospital Sírio-Libanês, para a realização de uma laringoscopia para retirada de leucoplasia da prega vocal esquerda. O procedimento mostrou ausência de neoplasia (tumor). Ele teve alta hoje (segunda), às 7h45", afirma o boletim médico.

A leucoplasia, uma lesão na corda vocal, foi detectada em exames de rotina antes de Lula viajar para o Egito, onde participou na semana passada da cúpula climática da Organização das Nações Unidas (ONU) COP27.

Lula, de 77 anos, teve diagnosticado um câncer na laringe em 2011, e os exames que fez antes da viagem ao Egito mostraram "completa remissão" da doença, segundo boletim médico divulgado pelo hospital quando os exames pré-viagem foram realizados.

O petista, que venceu o atual presidente Jair Bolsonaro no segundo turno da eleição presidencial de outubro com mais de 60 milhões de votos, tomará posse para um terceiro mandato na Presidência da República em 1º de janeiro.

Em sua conta no Twitter, Lula publicou o boletim médico do hospital e disse estar "tudo resolvido".

"Bom dia. Já em casa, depois de um pequeno procedimento ontem. Tudo resolvido e bem. Boa semana para todos", afirmou o petista na rede social.

Também no Twitter, o deputado federal reeleito Alexandre Padilha (PT-SP), que é médico, disse ter acompanhado o procedimento pelo qual Lula passou e confirmou que não foi detectado tumor.

"Acompanhei esta noite o procedimento cirúrgico para retirar a leucoplasia da prega vocal do presidente @LulaOficial. O resultado foi o esperado: lesão benigna, sem qualquer sinal de malignidade. Lula tá mais do que pronto para ouvir o diagnóstico da transição e mudar o Brasil", escreveu Padilha.

A assessoria de imprensa do gabinete de transição informou que Lula está bem e que deve viajar à Brasília na quarta-feira para acompanhar in loco os trabalhos da transição. A previsão anterior era de que Lula viajasse à capital na terça.

(Reportagem de Eduardo Simões, em São Paulo; Reportagem adicional de Lisandra Paraguassu, em Brasília)