Lula sobre Pelé: "Poucos brasileiros levaram o nome do nosso país tão longe"

Lula e Pelé em 2008, na cerimônia pelos 50 anos da conquista da Copa de 1958

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que poucos brasileiros levaram o nome do nosso país tão longe quanto Pelé, a lenda do futebol que morreu aos 82 anos nesta quinta-feira.

"Poucos brasileiros levaram o nome do nosso país tão longe feito ele. Por mais diferente do português que fosse o idioma, os estrangeiros dos quatros cantos do planeta logo davam um jeito de pronunciar a palavra mágica: 'Pelé'", disse Lula, no Twitter, em postagem com fotos com o ex-jogador.

O petista disse que Pelé foi fazer "tabelinha no céu com Coutinho, seu grande parceiro no Santos". "Tem agora a companhia de tantos craques eternos: Didi, Garrincha, Nilton Santos, Sócrates, Maradona... Deixou uma certeza: nunca houve um camisa 10 como ele. Obrigado, Pelé", homenageou.

Lula, que tomará posse no domingo, afirmou ter vivido o privilégio que os brasileiros mais jovens não tiveram, de vê-lo jogar ao vivo no Pacaembu e Morumbi. "Jogar, não. Eu vi o Pelé dar show. Porque quando pegava na bola ele sempre fazia algo especial, que muitas vezes acabava em gol", disse.

"Confesso que tinha raiva do Pelé, porque ele sempre massacrava o meu Corinthians. Mas, antes de tudo, eu o admirava. E a raiva logo deu lugar à paixão de vê-lo jogar com a camisa 10 da seleção brasileira", afirmou.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu. Texto de Ricardo Brito. Edição de Flávia Marreiro)