Lula tem 45% contra 33% de Bolsonaro no primeiro turno, aponta pesquisa

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.08.2022 - O ex-presidente Lula (PT) inicia campanha à Presidência da República em visita à fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, SP. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.08.2022 - O ex-presidente Lula (PT) inicia campanha à Presidência da República em visita à fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, SP. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A menos de 50 dias das eleições, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua à frente do presidente Jair Bolsonaro (PL) na corrida presidencial, segundo pesquisa Genial/Quaest publicada nesta quarta-feira (17).

Em cenário envolvendo dez candidaturas, o petista tem 45% das intenções de voto, contra 33% do atual mandatário. Ciro Gomes (PDT) aparece em terceiro lugar, com 6%, seguido por Simone Tebet (MDB), com 3%.

A pesquisa Genial/Quaest ouviu 2.000 pessoas com mais de 16 anos entre os dias 11 e 14 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O número de registro na Justiça Eleitoral é BR-01167/2022.

A pesquisa da Quaest é financiada pela corretora de investimentos digital Genial Investimentos, que é controlada pelo banco Genial.

Os demais candidatos --Vera Lúcia (PSTU), Felipe D'Ávila (Novo), Eymael (Democracia Cristã), Sofia Manzano (PCB), Soraya Thronicke (União Brasil) e Leonardo Péricles (Unidade Popular)-- não pontuaram. Indecisos somaram 6%, e voto em branco ou nulo, outros 6%.

Lula 45% Bolsonaro 33% Ciro Gomes 6% Simone Tebet 3% Branco/nulo 6% Indecisos 6% Vera Lúcia (PSTU), Felipe D'Ávila (Novo), Eymael (Democracia Cristã), Sofia Manzano (PCB), Soraya Thronicke (União Brasil) e Leonardo Péricles (Unidade Popular) não pontuaram Em relação à última pesquisa Genial/Quaest, publicada no último dia 3, Lula e Bolsonaro oscilaram um ponto percentual para cima. A distância entre os dois, portanto, permanece em 12 pontos percentuais.

Na simulação de segundo turno, o ex-presidente tem 51% dos votos, e Bolsonaro, 38%. O índice de rejeição de Bolsonaro é de 55%, contra 44% de Lula. A pesquisa aponta ainda que 52% não votariam em Ciro Gomes.

Em relação à avaliação do governo federal, a pesquisa mostrou que 41% dos entrevistados classificam a gestão de Bolsonaro de forma negativa, e 29% de forma positiva. No levantamento anterior os números eram de 43% e 27%, respectivamente.

Entre as mulheres, os índices oscilaram fora da margem de erro. Segundo a pesquisa, 43% avaliam o governo de forma negativa, e 27% de forma positiva. Na última rodada, os percentuais eram, respectivamente, de 48% e 24%.

A primeira-dama Michelle Bolsonaro tem intensificado suas participações em eventos públicos nos últimos dias a pedido de aliados do presidente, uma vez que o mandatário tenta diminuir a rejeição entre as mulheres.

O levantamento mostrou também que 65% dos entrevistados afirmam que já definiram o voto, e que 33% dizem que ainda podem mudar de candidato.