Lula tem 55% no 2º turno, ante 35% de Bolsonaro, mostra Datafolha

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No eventual segundo turno entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) na eleição deste ano, o petista derrota o presidente por 55% a 35%.

É o que aponta nova pesquisa do Datafolha, contratada pela Folha de S.Paulo e que ouviu 2.566 pessoas em 183 cidades de forma presencial nesta quarta (27) e quinta-feira (28). Ela está registrada no TSE com o número BR-01192/2022 e tem margem de erro de dois pontos para mais ou menos.

Dizem não votar em nenhum dos dois 7%, enquanto 2% se mostram indecisos. Na rodada anterior, realizada pelo Datafolha em 22 e 23 de junho, a situação era semelhante: o ex-presidente (2003-2010) batia o atual por 57% a 34%.

A vantagem do petista é maior entre aqueles que chegaram até o ensino fundamental, 64% a 29%. Esse contingente soma 32% da população, na amostra do instituto. Ele também ganha com mais elasticidade entre os mais pobres, 63% a 29%, o grupo mais volumoso, com 53% dos entrevistados.

Confirmando a tradição eleitoral até aqui, Lula também tem mais margem de vitória no Nordeste, casa de 27% dos brasileiros. Lá, derrota Bolsonaro por 67% a 28%, caso a eleição de segundo turno fosse hoje.

Ambos tiveram seus nomes confirmados por convenções, assim como Ciro Gomes (PDT), que também foi avaliado numa disputa de segundo turno. Contra Lula, de quem foi ministro, Ciro perde por 52% a 33%, com 14% de votos nulos ou brancos e 2% de indecisos.

Já quando enfrenta Bolsonaro, o pedetista vence por 51% a 38%, com 10% de brancos e nulos e os mesmos 2% que dizem não saber o que farão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos