Lula tem 61% das intenções de voto entre os beneficiários do Auxílio Brasil

Lula tem vantagem também entre brasileiros que ganham até dois salários mínimos (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
Lula tem vantagem também entre brasileiros que ganham até dois salários mínimos (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)

O ex-presidente Lula (PT) tem ampla vantagem nas intenções de voto entre os beneficiários do Auxílio Brasil. É o que mostra a nova pesquisa Datafolha, divulgada na última quinta-feira (28).

O petista tem 61% entre os que recebem o benefício, enquanto Jair Bolsonaro (PL) tem 34%. Os beneficiários do Auxílio Brasil representam 24% dos entrevistados na pesquisa e a margem de erro entre este extrato é de quatro pontos percentuais.

No levantamento anterior, o petista tinha 56% entre os que recebem o Auxílio, enquanto Jair Bolsonaro tinha 40%. A distância aumentou em uma semana. Entre os que integram o programa, 58% disseram que votarão “com certeza em Lula” – crescimento de cinco pontos em relação à semana anterior. Os que garantem que votarão em Bolsonaro eram 37% e agora são 33%.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Entre os brasileiros mais pobres, Lula aumentou a vantagem em relação ao atual presidente. A margem do petista em relação a Bolsonaro entre os que ganham até dois salários mínimos era de 20 pontos percentuais e subiu para 28. No país, quase metade dos eleitores (48%) ganha até dois salários mínimos.

Um dos fatores que podem ter alterado a situação foi a revelação de que Paulo Guedes, ministro da Economia, tem um plano para deixar de corrigir tanto o salário mínimo quanto a aposentadoria pela inflação.

Entre os que não recebem o Auxílio Brasil, Bolsonaro tem vantagem, mas há um empate técnico: o presidente tem 48% dos votos totais, enquanto o petista tem 45%.

Foram ouvidas 4.580 pessoas entre os dias 25 e 27 de outubro. A pesquisa foi encomendada pela Folha e pela TV Globo e está registrada sob o código BR-04208/2022 no Tribunal Superior Eleitoral.