Lula vence na Nova Zelândia com 70,3% dos votos, no primeiro país a concluir o segundo turno

Primeiro país a concluir a votação para presidente no segundo turno, por causa do fuso horário, a Nova Zelândia deu "vitória" a Luiz Inácio Lula da Silva. Dos 553 votos válidos em Wellington, 389 foram para o candidato do PT, que obteve, assim, 70,3% dos votos válidos, sem considerar votos brancos e nulos. Jair Bolsonaro (PL) conquistou 164 votos na cidade, ou 29,7% do total de votos. Outros 16 brasileiros votaram em branco ou anularam o voto.

Lula x Bolsonaro: Acompanhe a votação no exterior e relembre como foi no 1° turno

Guia segundo turno eleições 2022: o que levar, horário, local e como justificar o voto

Porém, os dados oficiais só serão divulgados ao fim da eleição em todo país pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a partir das 17 horas deste domingo, no fuso horário de Brasília. Os números da Nova Zelândia foram coletados por brasileiros que compartilharam o resultado dos boletins de urnas, que são afixados no local de votação, por exigência legal.

Pesquisas: Lula segue à frente de Bolsonaro no Datafolha e no Ipec. Veja distâncias entre eles nas últimas pesquisas eleitorais

Aliada de Bolsonaro: Homem diz que xingou Zambelli após ela ter defendido voto a Tarcísio

Mais pessoas se mobilizaram a votar em Wellington. No primeiro turno, 451 eleitores votaram no dia 2. Já o segundo turno contou com 569 brasileiros, um aumento na participação de 26% sobre o primeiro turno.

No dia 2 de outubro o petista obteve 329 votos, ou 72,9% dos votos válidos, sem considerar brancos e nulos. Jair Bolsonaro (PL) conquistou 71 votos na cidade, ou 15,7% do total de votos do primeiro turno.

Lula ou Bolsonaro: Quem ganhou o último debate presidencial? Colunistas do GLOBO respondem

Ciro Gomes (PDT) somou 23 votos, ou 5,1% dos votos válidos, enquanto Simone Tebet (MDB) teve oito votos, ou 1,8% dos votos válidos em 2 de outubro. A senadora, que terminou o primeiro turno em terceiro lugar nas pesquisas de sábado, ficou atrás do candidato do Novo em Wellington: Felipe D'ávila somou 11 votos no país (2,4% do votos válidos) e Padre Kelmon (PTB), três votos.