Lula volta a Brasília pela primeira vez desde a eleição para reuniões com Lira, Pacheco, Rosa Weber e Alexandre de Moraes

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), chegou em Brasília por volta de 21h30 desta terça-feira e seguiu direto para o hotel em que ficará hospedado, na região central da cidade. Ele está reunido no local com o vice-presidente eleito e coordenador da transição, Geraldo Alckmin (PSB), com a presidente do PT, a deputada Gleisi Hoffmann, e com Aloizio Mercadante, coordenador do programa de governo.

Veja também: Alckmin anuncia nomes de equipe econômica da transição com Pérsio Arida e André Lara Resende; veja quem mais vai participar

‘Grosseria’, ‘Imperador do Japão’: Relembre as farpas trocadas entre Lula e Lira que terão primeiro encontro nesta semana

O comboio presidencial entrou pela garagem do hotel, e Lula não falou com a imprensa. Esta é a primeira vez que ele vai à capital desde que foi eleito presidente da República pela terceira vez, no dia 30 de outubro.

A portas fechadas, Lula, Alckmin, Gleisi e Mercadante vão deliberar sobre qual é a melhor estratégia para que o futuro governo consiga abrir espaço no orçamento de 2023 para arcar com parte das promessas de campanha do petista. Entre elas está a manutenção do Auxílio Brasil de R$ 600. O encontro com aliados nesta noite é o primeiro de uma série de compromissos que Lula terá na capital.

Nesta quarta-feira, ele tem reuniões marcadas com todos os chefes de Poder da República. Às 9h, será recebido pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), na residência oficial do deputado. Mais tarde, 13h, Lula se encontrará com o mandatário do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), na casa do parlamentar.

Também nesta quarta, Lula conversará com ministros do Judiciário. Primeiro, às 16h, se reunirá com Rosa Weber, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), e na sequência, às 17h, com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes.