Lula vota em São Bernardo e diz esperar "boa transição" se for eleito

Ex-presidente Lula vota em São Bernardo do Campo (SP)

Por Lisandra Paraguassu

SÃO BERNARDO DO CAMPO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse neste domingo, após votar em São Bernardo do Campo (SP), que espera, caso seja eleito, que o atual governo entenda a necessidade de que haja uma boa transição entre a administração do presidente Jair Bolsonaro (PT) e o futuro governo petista.

“O que eu gostaria é que a transição fosse como aquela que o presidente Fernando Henrique Cardoso permitiu. A transição é para você ter todas as informações pertinentes à máquina do governo, o funcionamento da economia. E eu espero que o governo seja civilizado a ponto de compreender que é necessário ter uma boa transição. Então eu estou acreditando que se eu ganhar as eleições vai ter uma transição”, disse Lula.

O ex-presidente votou por volta de 9h30 na mesma escola em São Bernardo do Campo onde, segundo ele, vota desde 1989. Centenas de apoiadores o esperavam do lado de fora e também dentro da escolas, próximos da seção eleitoral de Lula.

Estava acompanhado da esposa, Rosângela Silva, do candidato a vice, Geraldo Alckmin (PSB), do candidato do PT ao governo de São Paulo, Fernando Haddad, e dos deputados eleitos Marina Silva, André Janones e Guilherme Boulos, entre outros aliados.

Lula comentou ainda a necessidade de mexer no Orçamento, caso seja eleito, e rever prioridades, como recursos para educação, saúde e reajuste de servidores.

“Onde tiver dinheiro nós vamos buscar. O Orçamento é mexível. É certo que vamos pegar o Orçamento feito por outro governo, mas sempre tem a possibilidade de manusear de conversar com o Congresso”, disse.

Questionado sobre o caso da deputada bolsonarista Carla Zambelli, que no sábado perseguiu armada um apoiador de Lula que a havia xingado numa rua de São Paulo, Lula classificou a cena como “grotesca” e “falta de civilidade”.

“O que vimos ontem mostrado por uma deputada é o Brasil que não queremos. Estamos lutando para ter um país civilizado, onde as pessoas se respeitem”, disse.

Depois de deixar São Bernardo, Lula deve passar o restante do dia em casa, até o final da tarde, e então ir para um hotel próximo à Avenida Paulista, onde irá acompanhar a apuração com aliados.

No caso das urnas confirmarem o que mostram as pesquisas até agora e sair vitorioso, o ex-presidente irá ao encontro de apoiadores na Paulista.

Pesquisas de intenção de voto divulgadas no sábado mostraram Lula com uma vantagem numérica de 2 a 8 pontos sobre Bolsonaro nos chamados votos válidos horas antes da abertura das mais de 472 mil seções eleitorais para os mais de 156 milhões de eleitores aptos a votar. As urnas serão fechadas em todo país às 17h (horário de Brasília).

Levantamento do Ipec, por exemplo, apontou o petista com 54% dos votos válidos contra 46% do candidato à reeleição. Já o Datafolha apontou o placar de 52% a 48%, com a vantagem do petista no limite da margem de erro da sondagem, de 2 pontos percentuais.