#Verificamos: É falso que Land Rover foi comprada pela Unicef com doações do Criança Esperança

Reprodução

por Nathália Afonso

Circula nas redes sociais a foto de uma Land Rover Evoque, sem placa de identificação, com o selo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) na lateral. O texto que acompanha a imagem diz que o veículo teria sido comprado pela entidade com dinheiro obtido pela campanha Criança Esperança. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

Reprodução

“Colabore com o Criança Esperança e ajude a Unicef a comprar mais alguns Land Rovers Evoque”
Legenda de imagem publicada no Facebook que, até as 18h do dia 19 de agosto de 2019, havia sido compartilhada por mais de 700 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A Unicef informou, em nota, que “o veículo não pertence nem foi comprado pela Unicef Brasil”. A foto começou a circular nas redes sociais em 2015. A entidade explica que, na época, reportou o uso indevido da marca às autoridades. Por telefone, a assessoria de imprensa da Unicef informou que nunca foi descoberto o proprietário da Land Rover Evoque.

A assessoria da Unicef destacou ainda que a organização não tem nenhum vínculo com a campanha Criança Esperança desde 2004. Atualmente, o Criança Esperança é realizado em parceria entre a Rede Globo e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Segundo o site da campanha, a emissora é responsável pela mobilização social, divulgando o trabalho das instituições apoiadas e solicitando as doações. A Unesco, por sua vez, recebe as doações, seleciona as instituições apoiadas, distribui os recursos e fornece apoio técnico para os projetos serem feitos.

Em abril, a Lupa checou outro boato envolvendo o Criança Esperança. Na época, circulava nas redes sociais um post com a acusação falsa de que a Globo de repassava apenas 10% do que é arrecadado à Unesco.

Essa informação também foi verificada pelo site Boatos.org em 2015.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook