#Verificamos: É falso que Glenn Greenwald foi preso em aeroporto pela Polícia Federal

Reprodução

por Nathália Afonso

Circula pelas redes sociais a informação que o jornalista Glenn Greenwald teve prisão preventiva decretada ao tentar fugir do Brasil. A Polícia Federal teria impedindo o embarque do fundador do The Intercept Brasil. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

Reprodução

“URGENTE!!! Gleen Greenwald acaba de Ter decretada prisão preventiva!! A polícia Federal acaba de impedir o espião de sair do país. Já teria despachado American Airlines, no ghichê de check-in e foi barrao pelos policiais. Estava fugindoooooooo! Já havia despachado 11 MALAS!”
Imagem que, até as 19h30 de 24 de julho de 2019, tinha 200 compartilhamentos no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A Polícia Federal informou, em nota, que o órgão não obteve nenhuma ordem para prender o jornalista e fundador do site The Intercept, Glenn Greenwald. O veículo, por sua vez, reforçou que Greenwald não teve prisão decretada e que não esteve em qualquer aeroporto nesta quarta-feira (24).

Na terça-feira (23), a PF prendeu quatro pessoas suspeitas de crimes cibernéticos. Investigações apontam que elas teriam tentado invadir a conta do Telegram do ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro.

Essa informação também foi verificada pelo Aos Fatos.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook