#Verificamos: É falso que Lula tenha dito a ex-delegado que ‘cortou o próprio dedo para não ter que trabalhar’

Reprodução

por Maurício Moraes

Circula pelas redes sociais uma montagem que traz uma frase atribuída a Romeu Tuma Júnior, ex-delegado de polícia e ex-deputado estadual em São Paulo, sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A legenda afirma que Lula “cortou o próprio dedo para não ter que trabalhar” e teria confessado o episódio a Tuma, que, por sua vez, teria relatado o caso no livro Assassinato de Reputações, publicado em 2013. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

Reprodução

“Bomba! Delegado revela em livro que Lula cortou o próprio dedo para não ter que trabalhar”

Trecho de legenda que, até as 17h30, tinha mais de 6,4 mil compartilhamentos no Facebook

FALSO

A Lupa entrou em contato com Romeu Tuma Júnior, que hoje é sócio de um escritório de advocacia, para confirmar se o trecho citado na imagem constava em seu livro. A frase reproduzida nas redes sociais diz que ele teria ouvido o relato do próprio Lula em 1980. Ele afirmou, no entanto, que a história é falsa. “É mentira isso. Nunca falei sobre isso e também não está no meu livro”, disse, por telefone.

De acordo com Tuma, essa montagem circula há tempos pela internet e já foi enviada a ele por amigos, que queriam confirmar a veracidade. “É fake news”, disse o ex-delegado.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook