Lutador com síndrome de down estreia faixa preta em campeonato de jiu-jitsu

O Globo
·2 minuto de leitura

O último dia de janeiro marcou uma nova etapa para o lutador Jonathan Pitbull, que, no Campeonato Pan-Americano, organizado pela Sport Jiu Jitsu South American Federation (SJJSAF), lutou, pela primeira vez, como faixa preta. Em uma luta adaptada, na Arena Olímpica da Juventude, em Deodoro, Zona Oeste, Pitbull, que tem Síndrome de Down, enfrentou o secretário estadual de Esporte, Lazer e Juventude, Leandro Alves, e ganhou.

— Estou muito feliz. Minha estreia na faixa preta. Obrigado, pessoal — disse Pitbull após finalizar o adversário com um estrangulamento.

Ele é aluno do projeto Fazendo a Diferença no Jiu-Jitsu, comandando pelo professor André Seabra, da equipe Nova União. Para o secretário Leandro Alves, faixa marrom na modalidade, o momento também foi especial, já que ele vestiu o quimono após estar há quase 20 anos parado.

— Não deu pra mim. Antes de lutar eu sabia que ele já havia vencido algumas lendas do jiu-jitsu, como José Aldo, Thales Leites e Raphael Abi-Rihan. Então, eu fui só mais uma vítima! Mas, brincadeiras, à parte, foi muito gratificante fazer essa luta. Me emocionei de verdade. O Jonathan é um garoto muito doce e amoroso. De Pitbull mesmo só apelido e garra dentro do tatame — declarou Alves, ao parabenizar o professor Seabra e a SJJSAF.

Além das lutas adaptadas, o Pan da SJJSAF contou com as disputas regulares da modalidade e com o parajiu-jitsu. O próximo campeonato da Federação é o Sul-Americano, que ocorre nos dias 27 e 28 de março.

— As lutas de jiu-jitsu adaptado realmente já se tornaram uma marca da SJJSAF, um momento em que o público realmente espera para assistir ao show desses verdadeiros campeões. Esperamos todos os atletas novamente no Sul-Americano. Muito em breve abriremos as inscrições, disse o presidente da SJJSAF, Cleiber Maia.