Lyft capta US$600 milhões e nova rodada de investimento; empresa é avaliada em US$7,5 bi

Por Heather Somerville

Por Heather Somerville

SÃO FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A empresa de serviços de transporte por aplicativo Lyft levantou 600 milhões de dólares em novos financiamentos para sustentar seu crescimento, enquanto continua a competir ferozmente com seu rival maior, o Uber.

A rodada avaliou a Lyft como valendo 7,5 bilhões de dólares, forte alta ante os 5,5 bilhões da última captação em janeiro de 2016, quando a companhia levantou 1 bilhão de dólares, metade disso da General Motors.

No mês passado, uma fonte próxima à empresa disse que a Lyft pretendia levantar 500 milhões de dólares.

Os recursos vêm de investidores anteriores, incluindo a empresa japonesa de Internet Rakuten e o fundo de investimento Janus Capital, e os primeiros investidores da Lyft, incluindo a firma de private equity KKR, a gestora de recursos Baillie Gifford e o Public Sector Pension Investment Board, um dos maiores fundos de pensão do Canadá.

A rodada de financiamento é um exemplo da tendência mais ampla de como os fundos de pensão, fundos soberanos e grandes gestores de ativos que tradicionalmente investiram em empresas listadas estão agora colocando mais do seu dinheiro em startups de tecnologia privada na expectativa de melhores retornos.

A Lyft é a principal concorrente do Uber nos EUA. A empresa tem investido fortemente em crescimento e até agora este ano expandiu seu serviço para 100 novas cidades do país, elevando o número total de municípios em que Lyft opera a 300.

No primeiro trimestre, Lyft disse que completou 70,4 milhões de viagens, quase duas vezes e meia o volume registrado no mesmo período de 2016.

(Por Heather Somerville)