Lyon confirma negociação exclusiva com John Textor para compra do clube pelo dono da SAF do Botafogo

Em comunicado oficial, o Lyon confirmou a negociação exclusiva com a holding Eagle Football, de John Textor, para a venda de mais de 60% do clube francês o empresário americano. O Conselho Administrativo do grupo autorizou as negociações exclusivas com o empresário americano para aquisição das ações dos principais acionistas do clube.

De acordo com o comunicado oficial, Textor pagaria 3 euros por ação por uma participação importante na propriedade do Lyon, depois que os acionistas Pathe SAS e IDG Capital optaram pela venda.

Nos termos em negociação, o clube seria avaliado em mais de 800 milhões de euros (mais de R$4,6 bilhões), e o empresário investiria cerca de 90 milhões de euros (mais de R$500 milhões) em transferências de jogadores e no desenvolvimento da equipe juvenil.

No acordo, o Lyon continuaria sob a liderança de Jean-Michel Aulas, cujo mandato como CEO seria renovado por pelo menos 3 anos, e com a manutenção de toda a gestão atual. Jean-Michel Aulas também se juntaria à gestão da Eagle Football para apoiar o seu desenvolvimento e o de todos os clubes em que a Eagle Football participa, como o Botafogo e o Crystal Pallace.

O banco de investimento Raine Group, com sede em Nova York, está assessorando a Pathé e a IDG na venda de suas participações. A empresa também aconselhou sobre a venda do Chelsea, recentemente fechada.

O Lyon, cujo time de futebol feminino venceu recentemente a Champions League, recebeu pelo menos seis ofertas, informou a Bloomberg.

Textor é um dos vários investidores de Miami que compram participações em times de futebol. Ele já possui uma participação de 40% no Crystal Palace, da Premier League, onde faz parte do conselho, além de controlar participações do Botafogo e RWD Molenbeek, da Bélgica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos