Mágoa de um lado, decisão difícil do outro: entenda a saída de Zé Ricardo do Vasco

Ninguém esperava a saída de Zé Ricardo do Vasco neste momento. Nem diretoria, nem jogadores, nem o técnico. Mas o treinador tinha uma perspectiva preocupante na cabeça. Não deixaria o time de São Januário agora, mas nada poderia mantê-lo no cargo em julho, depois que a 777 Partners finalizasse a compra da sociedade anônima e assumisse o controle do futebol vascaíno.

Nenhum dos nomes que bancaram sua sequência à frente do Vasco na temporada turbulenta, especialmente o diretor de futebol Carlos Brazil e o presidente Jorge Salgado, poderiam mudar uma decisão de troca do grupo americano, uma vez que ele tomasse conta do departamento.

Zé Ricardo não esperava deixar o Vasco neste momento, mas quando a proposta do Shimizu Pulse, 16º no Campeonato Japonês e com conversas antigas com o técnico, efetivamente chegou, ele acabou optando pela mudança.

No Vasco, o sentimento inicial é de mágoa. Jorge Salgado saiu de casa na manhã de domingo, avisado que Zé Ricardo havia chegado ao CT Moacyr Barbosa informando a decisão. Conversou com o treinador, mas logo percebeu que não adiantaria. Zé estava lá, mas já tinha ido embora.

Os jogadores também foram pegos de surpresa. Quando o Vasco teve começo ruim na Série B, os nomes mais experientes do grupo saíram várias vezes em defesa do treinador. O meia Nenê, o zagueiro Anderson Conceição. O goleiro Thiago Rodrigues, atualmente nas graças da torcida, prestigiou o treinador publicamente, emprestou muito de seu prestígio ao técnico.

Zé Ricardo tem história longa em São Januário, que remete ao tempo em que ainda era treinador de futsal. Sua passagem à frente do time em 2017 foi positiva, tanto que o nome do técnico foi o favorito de Jorge Salgado quando ele demitiu Ricardo Sá Pinto e tentou um novo treinador para evitar o rebaixamento em 2020.

As conversas não avançaram na ocasião. O técnico já estava de olho na oportunidade de trabalhar no exterior, conversou com o mesmo Shimizu Pulse de agora, e foi orientado a não aceitar o convite. Dessa vez, Zé topou o desafio de comandar o Vasco na segunda divisão. Mas no caminho veio a possibilidade de ser demitido pela 777 Partners. Isso e mais a proposta japonesa foram suficientes para o técnico encerrar sua nova passagem por São Januário.

Confira a despedida postada por Zé Ricardo em sua conta no Instagram:

"Com o coração apertado, venho anunciar minha saída do Clube de Regatas Vasco da Gama. Gostaria de agradecer, de início, ao presidente Jorge Salgado pela honestidade e confiança que sempre mostrou em meu trabalho e pelo suporte dado durante todo esse período, ao grupo extraordinário de atletas e homens, pelos quais terei sempre a maior admiração, carinho e respeito, e a todos os demais funcionários do clube, em especial do CT Moacyr Barbosa. Sem dúvida, deixo um lugar com o ambiente extremamente profissional, onde construímos uma verdadeira família. Foram meses intensos, de muito trabalho e dedicação. À imensa e apaixonada torcida vascaína, também deixo o meu muito obrigado por tudo que vem fazendo durante os jogos. Poucas vezes vi uma sintonia e energia como as que São Januário vinha nos proporcionando. Com vocês ao lado e jogando junto, tenho certeza que o objetivo maior ficará mais próximo de ser alcançado.

Sobre o futuro, em um momento de tantas incertezas e indefinições, como é muito comum no meio do futebol, acabei aceitando o convite do Shimizu S-Pulse, da elite japonesa, onde ficarei pelos próximos dois anos. Um novo desafio na minha carreira, em um país tão elogiado por sua cultura e tradição.

Mesmo de longe, seguirei na torcida para que o Vasco siga sua bela e gloriosa história. A semente está plantada e espero ver ao final do ano aquilo que todo vascaíno deseja e sonha, o retorno à elite do futebol brasileira, seu devido lugar

Saudações vascaínas!

Zé Ricardo"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos